Clayton-Nascimento-Macacos
Imagem: Divulgação/Teatro VIvo

Vivo direciona patrocínios para estimular mais diversidade nas artes

Segunda temporada do "Teatro Vivo em Casa", traz quatro espetáculos de temática integralmente voltada à diversidade e cultura negra

por Soraia Alves

A Vivo anuncia a segunda temporada do “Teatro Vivo em Casa”, com quatro espetáculos de temática integralmente voltada à diversidade e cultura negra. Entre os destaques está o inédito musical “Cartola’s Jazz”, interpretado por Guilherme Sant’Anna, com arranjo e piano de Jonatan Harold. Também integram a programação os monólogos “Anja, quando me fiz inteira”, com Angela Peres, e “Preta Rainha”, com Aysha Nascimento.

O espetáculo de estreia será o premiado “Macacos”, que vai ao ar no dia 19/06, com dramaturgia, direção e atuação de Clayton Nascimento. Os ingressos são gratuitos e limitados, com inscrições pela plataforma @vivo.cultura no Instagram. As apresentações acontecem sempre aos sábados, às 21h.

“A Vivo é uma marca diversa e inclusiva. Por isso, em toda a programação do Teatro Vivo em Casa e em nossas diferentes iniciativas pela arte, sempre buscamos dar voz aos talentos que representam a diversidade. O teatro é um meio importante para debater as questões de raça e dar representatividade à cultura e artistas negros, por isso, dedicamos uma temporada exclusiva ao tema”, revela Marina Daineze, diretora de Marca e Comunicação da Vivo.

Os critérios de escolha dos espetáculos passam pela amplitude dos temas e características dos próprios artistas. “Macacos”, espetáculo que já circulou pelo Brasil e ganhou mais de 15 prêmios, é inspirado em um momento real vivido pelo artista Clayton Nascimento, por exemplo.

A Vivo mantém internamente o programa Vivo Diversidade, lançado em 2018, pautado nos pilares de Gênero, LGBTQIA+, Pessoas com Deficiência e de Raça. A empresa possui um grupo de afinidade, o Vivo Afro, para debater o tema e propor iniciativas de combate à invisibilidade social.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link