cover-tiktok2

Nos EUA, pais pedem acesso ao conteúdo consumido pelos filhos no TikTok

Petição de 12 mil assinaturas quer que ByteDance ofereça uma "conta-espelho" para que as atividades das crianças sejam monitoradas.

por Matheus Fiore

O TikTok não só é a rede social mais popular do momento, mas também a que mais engaja crianças e pré-adolescentes. Com seu modelo simples de vídeos curtos e feito para que o usuário fique por horas na plataforma consumindo vídeos sugeridos pelo algoritmo, o sucesso é sem igual. Isso também traz, claro, alguns problemas.

Um grupo de pessoas entrou com uma petição para que o TikTok ceda acesso para que eles possam saber o que os filhos consomem na plataforma. O motivo é simples: muitas crianças estão participando de desafios perigosos que são divulgados no app da ByteDance. “O TikTok é cheio de bullying, predadores sexuais e conteúdo perigoso que incentiva violência e autoflagelo. Mesmo que seja a plataforma favorita das crianças, o TikTok torna extremamente difícil para os pais manter seus filhos seguros”, afirma o texto.

As autoridades policiais dos Estados Unidos chegaram a emitir um comunicado para os pais: “Nós gostaríamos de alertar para que todos estejam envolvidos no dia-a-dia de seus filhos e tomem um tempo para saber o que eles consomem nas redes sociais. Hoje, mais do que nunca devido às restrições da pandemia, as crianças estão entediadas e procurando algo para se ocupar”, disse a polícia em uma declaração.

A petição, criada pelo grupo de advocacia ParentsTogether, já arrecadou 12 mil assinaturas, e pede à CEO do TikTok, Vanessa Pappas, que crie “contas espelho” para que os pais possam monitorar seus filhos acompanhando suas contas e tendo acesso a tudo que eles consomem na plataforma. A plataforma já criou, em 2020, o Family Safety Mode, que permite aos pais controlar tempo de filhos no app, além de monitorar e limitar conteúdo visto e mensagens. Além disso, a plataforma reforçou a privacidade de adolescentes e crianças ao bloquear que suas contas sejam sugeridas à estranhos, além de possibilitar que as contas restrinjam sua seção de comentários apenas para amigos.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link