fbpx
gettyimages-999517790-france-world-cup-2018-trophy
Imagem: Getty Images

Presidente da UEFA rejeita proposta de Copa do Mundo a cada dois anos

Para Aleksander Ceferin, mudança tiraria a magia do maior espetáculo futebolístico do mundo

por Matheus Fiore

O presidente da UEFA, a federação europeia de futebol, Aleksander Ceferin, rejeitou a ideia de transformar a Copa do Mundo, um dos maiores eventos esportivos do mundo, em um torneio bienal. Segundo a BBC, Ceferin acredita que a mudança faria com que a competição fosse diluída e perdesse seu brilho.

A discussão começou em maio, quando a federação de futebol da Arábia Saudita formalizou a proposta. “A joia da Copa do Mundo é justamente sua raridade”, afirmou Ceferin. Representando um grupo de mais de 160 clubes europeus na Assembleia Geral dos Clubes Europeus, Ceferin ainda afirmou: “Ter o evento uma vez a cada dois anos levaria à aleatoriedade, menos legitimidade e, infelizmente, à diluição do torneio em si”.

A proposta vale tanto para a Copa do Mundo masculina quanto feminina, que possui o mesmo formato desde sua primeira edição, em 1991. A ideia da mudança tem sido liderada também pelo ex-técnico francês Arsène Wenger, que sugeriu ainda que a Eurocopa tivesse também o formato bienal.

Apesar de atrativa para a própria FIFA e para os patrocinadores, a mudança dificilmente terá apoio dos clubes, já que obrigaria o calendário dos times a ser readequado mais vezes. Além disso, os próprios atletas também sofreriam com a mudança, já que haveria mais desgaste físico no fim de cada temporada.

As discussões continuarão, mas a recusa da UEFA é um péssimo sinal para os planos da FIFA. Ainda não há declaração oficial da maior entidade futebolística do mundo, mas não surpreenderia se a proposta fosse simplesmente abandonada nos próximos meses.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link