simuliu
Imagem: Disney/Marvel Studios

“Maligno” faz história na China, enquanto “Shang-Chi” corre risco de não ser lançado por comentários de Simu Liu

Filme da Marvel fica ameaçado após internet reviver comentários do ator criticando a China

por Matheus Fiore

Duas importantes estreias do cinema americano passam por situações praticamente opostas no mercado chinês. Enquanto “Maligno”, de James Wan, se torna o primeiro filme de terror estadunidense com classificação R (equivalente a 17 anos ou mais) a estrear na China, “Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis”, o novo lançamento do Marvel Studios, corre o risco de sequer estrear no país.

Segundo o The Hollywood Reporter, o filme estreou hoje nos canais de streaming da China, além de cinemas e no HBO Max. A Starlight Media, que financia filmes chineses e co-produziu projetos de James Wan, tratou de mediar o acordo para que o filme fosse lançado em todo o território chinês.

Já “Shang-Chi”, que é uma grande aposta da Disney para conquistar o importante mercado chinês, parece cada vez mais distante de estrear. Como noticiou o Deadline, a situação do filme ficou complicada após a internet reviver comentários antigos de Simu Liu, ator que protagoniza o filme, se referindo à China como um país de terceiro mundo, onde a população “morre de fome”.

Como notou o Chippu, o caso não é inédito. O vencedor do Oscar dirigido por Chloé Zhao, “Nomadland”, também teve sua estreia na China vetada em virtude de comentários feitos pela diretora no passado. No caso de “Shang-Chi”, parece uma perda considerável para a Disney e a Marvel, que há anos projetam penetração no mercado chinês sem sucesso.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link