luiza-trajano
Imagem: Divulgação

Luiza Trajano aparece na lista das 100 pessoas mais influentes de 2021 da revista Time

Com texto assinado pelo ex-presidente Lula, empresária aparece na mesma categoria de personalidades como Tim Cook, Simone Biles e Tom Brady

por Soraia Alves

A revista Time divulgou a versão 2021 de sua tradicional lista com as 100 pessoas mais influentes do ano. Nesta edição, a empresária Luiza Helena Trajano, presidente do conselho de administração do Magazine Luiza, aparece na lista, sendo também a única representante brasileira no ranking.

A Time divide as 100 personalidades em diferentes categorias. Luiza, no caso, aparece entre os destaques da categoria Titãs, que traz profissionais considerados referências nas áreas nas quais atuam. Na mesma categoria aparecem ainda nomes como Tim Cook, Simone Biles, Tom Brady e Shonda Rimes.

Também faz parte da tradição da lista que os perfis de cada selecionado sejam escritos por outras personalidades também conhecidas. Para Luiza Trajano, o texto é assinado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que destaca as iniciativas do Magazine Luiza ao longo da pandemia de Covid-19, e ressalta o quanto a história da empresária é destaque em um mercado ainda machista.

Abaixo, o texto completo publicado por Lula na Times:

“Em um mundo de negócios ainda dominado por homens, a brasileira Luiza Trajano conseguiu transformar o Magazine Luiza, que começou como uma loja única em 1957, em uma gigante do varejo com dezenas de bilhões de dólares. É uma grande conquista – uma entre muitas.

Quando a COVID-19 chegou ao Brasil, matando mais de 580 mil brasileiros e causando uma recessão, o Magazine Luiza ajudou as pequenas empresas a se adaptarem ao comércio digital, fornecendo uma plataforma para vender e entregar seus produtos. Em um momento em que o governo federal brasileiro minimizava o risco que a pandemia representava, Luiza corajosamente falou sobre a urgência da vacinação. Ela também foi uma defensora da igualdade, criando o Mulheres do Brasil, um grupo apartidário de mais de 95.000 mulheres que trabalham para construir uma sociedade melhor e apoiar as vítimas de violência doméstica. E, no final de 2020, em um esforço para promover a inclusão dentro do Magazine Luiza, ela lançou um programa de trainees que oferece oportunidades para os afro-brasileiros.

Em um mundo onde bilionários queimam fortunas em aventuras espaciais e iates, Luiza se dedica a um tipo diferente de odisséia. Ela assumiu o desafio de construir um gigante comercial e ao mesmo tempo construir um Brasil melhor.

Não é apenas o mercado que enxerga as ações do Magazine Luiza durante a pandemia como positivas. Já em maio de 2020, uma pesquisa realizada pela ESPM Rio mostrou que os consumidores brasileiros viam a Magalu como a principal empresa a desempenhar um papel relevante para minimizar o impacto da crise, preservando funcionários, clientes e a sustentabilidade dos negócios.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link