fbpx
6171b22a13a46d0012b3c740
Imagem: Getty Images

Censuradas nas redes sociais, obras de arte de Viena agora estão no OnlyFans

Museus da cidade resolveram compartilhar imagens históricas de nudez na plataforma adulta

por Carolina Firmino

O que define um conteúdo obsceno? É essa pergunta que muitos artistas se fazem quanto têm suas obras censuradas em redes sociais como Facebook ou Instagram. Ou provavelmente fariam, se estivesse vivos, vendo pinturas ou esculturas clássicas sendo deletadas desse canais de mídia por conterem nudez.

Pensando nisso, o Vienna Tourist Board, órgão que concentra as informações sobre turismo e lazer em Viena, na Áustria, resolveu mover para a plataforma OnlyFans alguns dos conteúdos considerados explícitos que estão expostos em seus museus.

Em seu site, a organização afirma que “Viena e suas instituições de arte estão entre as vítimas dessa nova onda de pudor – com estátuas nuas e obras de arte famosas colocadas em uma lista negra de acordo com as diretrizes da mídia social”. Assim, de acordo com o informe sobre a novidade, os assinantes do OnlyFans poderão ver trabalhos provocativos de nomes como Egon Schiele, Richard Gerstl, Koloman Moser e Amedeo Modigliani.

O Vienna Tourist Board, em uma ótima jogada de marketing, lançou um vídeo com o título Viena Strips, apresentando obras que estão no OnlyFans e convidando as pessoas a conhecer mais sobre os artistas diretamente nos museus.

O órgão informa que os assinantes da plataforma têm garantida entrada gratuita para “ver arte sem censura de perto”. Os lugares participantes são: Leopold Museum, Kunsthistorisches Museum Vienna, Naturhistorisches Museum Vienna e Albertina.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link