fbpx
41eUFDjNA7KMcCQJ9Vw3OkCUWYz

“Avatar” da Netflix usa cenário de gravação semelhante ao da série “The Mandalorian”

A tecnologia escolhida para criar um mundo de fantasia será um show à parte

por Carolina Firmino

“Avatar: A Lenda de Aang”, a versão live action do filme produzida pela Netflix, começou a ser gravada em Vancouver, no Canadá. Se em 2009 os recursos utilizados já foram inovadores, agora, mais de uma década depois, a tecnologia escolhida para criar um mundo de fantasia será um show à parte.

De acordo com o site The Verge, a Netflix fez parceria com o estúdio de efeitos Pixomondo em uma instalação customizada que conta com: 25 metros de diâmetro, 8 metros de altura, 7 mil metros quadrados de palco e mais de 3.000 painéis de LED.

O cenário é semelhante ao modelo virtual utilizado pela Disney+ na série de faroeste espacial “The Mandalorian”. Segundo a própria Netflix, o conjunto de recursos “permite que efeitos visuais sejam feitos em tempo real na câmera, combinando vários ambientes em um único palco”.

Apesar de o novo Avatar ainda não ter data de estreia prevista, as polêmicas sobre a série já começaram. Em 2020, os criadores do longa original, Michael Dante DiMartino e Bryan Konietzko, deixaram o projeto por divergências criativas. Desde então, Albert Kim assumiu como diretor.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link