fbpx
frango-vegano-Sundial-Foods-capa
Imagem: Divulgação/Sundial Foods

Nestlé investe em startup que reproduz textura de pele e ossos em “frango vegano”

O frango vegano usa ervilha como ingrediente base da carne. Os ossos são reproduzidos com hastes de bambu e a pele é uma película proteica-lipídica

por Soraia Alves

Nos últimos anos, o mercado tem ganhado diversas alternativas para a substituição de produtos de origem animal, opções essas que estão cada vez mais elaboradas e semelhantes aos produtos alterados. Neste contexto, a Sundial Foods é uma startup que busca reproduzir em seu frango vegano a experiência completa do consumo de algumas partes do frango, incluindo a pele e os ossos.

O frango vegano usa ervilha como ingrediente base, o que também garante um nível substancial de proteína para o produto. Os ossos são reproduzidos com hastes de bambu e a pele é uma película proteica-lipídica. Com menos gordura saturada e mais fibras do que a versão de origem animal, o produto da Sundial Foods conta com aproximadamente a mesma quantidade de proteína (27 gramas por 100 gramas) que o frango normal (30,5 gramas por 100 gramas).

Divulgação/ Sundial Foods

Quem já provou garante que a experiência é a mesma de estar comendo o frango comum, especialmente por conta da pele vegetal. Em entrevista ao Bloomberg, a CEO da Sundial Foods, Jessica Schwabach, afirma que a pele vegetal “contribui para a experiência de cozinhar e fornece uma textura interessante durante a refeição”.

A startup com sede na Califórnia chamou atenção do mercado, e acaba de receber um investimento de US$ 4 milhões durante uma rodada de financiamento liderada pela Nestlé, também de acordo com o Bloomberg.

Divulgação/Sundial Foods

A Sundial Foods usará o financiamento para aumetar a equipe e iniciar uma produção em maior escala nos Estados Unidos. A empresa pretende lançar o frango vegano em restaurantes em todo o país ainda no primeiro semestre de 2022. “Queremos dar aos consumidores – sejam vegetarianos, veganos, flexíveis ou carnívoros – uma experiência alimentar de carne baseada em vegetais que seja interessante, desejável e versátil“, conclui Schwabach.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link