#EleNão e Pix são os termos mais usados em biografias do Tinder no Brasil em 2021
People carry a banner reading “NotHim” during a demonstration against Brazil’s presidential candidate Jair Bolsonaro, in Sao Paulo
Imagem: REUTERS/Nacho Doce

#EleNão e Pix são os termos mais usados em biografias do Tinder no Brasil em 2021

Termos relacionados à vacinação também cresceram exponencialmente ao longo do ano, e a CPI da pandemia virou item de conversa em maio

por Pedro Strazza

O Tinder divulgou nesta segunda-feira (6) a retrospectiva de 2021 na plataforma de relacionamentos, e no caso brasileiro alguns comportamentos específicos do clima político e econômico se destacaram entre os usuários. De acordo com a companhia, a hashtag “Ele não” e o Pix foram os assuntos mais citados nas biografias do público nacional, com o top 5 ainda incluindo a gasolina como um tema comum a boa parte das contas do território.

Os efeitos da atual pandemia também se fizeram sentir nos dados coletados pela empresa, a começar pela ferramenta de chamadas em vídeo que a rede social introduziu globalmente no fim de 2020. Enquanto as menções a “videochamada” cresceram 52% no mundo este ano, citações a expressões como “pela região” e “por perto” também aumentaram nos perfis, mostrando que o público usou a tecnologia como forma de primeiro encontro, mas depois buscou o mundo real. A CPI registrou um pico de menções em maio, vale acrescentar.

A vacina também foi um item crucial da plataforma em 2021. Com doses sendo disponibilizadas a brasileiros, o número de menções a “vacinado” e “vacinada” cresceram respectivamente seis e cinco vezes em julho, enquanto em agosto as citações a “imunizado” e “imunizada” aumentaram em 300% e 280% no Tinder. Triplicou-se também o volume de pedidos por encontros ao ar livre, com “fazer trilha” e “ir à uma cachoeira” registrando crescimentos expressivos.

No mais, a plataforma confirma que as músicas “Good 4 u”, de Olivia Rodrigo, e “STAY”, de Kid Laroi e Justin Bieber, foram as mais usadas no Tinder global, enquanto no Brasil o líder foi o rap “Amor de Fim de Noite”, de Orochi e Papatinho. O emoji do ano foi o “apenas observando”, com os dois olhos atentos registrando aumento impressionante de 40% no uso das bios dos usuários ao redor do planeta.

Você pode conferir abaixo todos os dados da retrospectiva brasileira do Tinder.

Emojis mais populares

1. 👀
2. ❤
3. 🔥
4. 😉
5. 🌈
6. ✨
7. 🥰
8. 🍻
9. 😅
10. 😂
11. ✌

Termos mais populares

1. #EleNão
2. Pix
3. Mó Paz
4. Gasolina
5. Tá Passada?

Programas mais populares

1. Friends
2. BBB
3. A Fazenda
4. La Casa de Papel
5. De Férias com o Ex

Famosos mais citados

1. Jair Bolsonaro
2. Lula
3. Anitta
4. Virginia
5. Casimiro

Interesses da geração Z mais populares

1. Netflix
2. Música
3. Filmes
4. Viagem
5. Fazer amigos
6. Baladeiro/Baladeira
7. Churrasco
8. Games
9. Tatuagens
10. Natureza

Profissões mais citadas

1. Estudante
2. Engenheiro/Engenheira
3. Médico/Médica
4. Advogado/Advogada
5. Psicólogo/Psicólogo

Signos mais citados

1. Escorpião
2. Peixes
3. Libra
4. Sagitário
5. Leão

Artistas e respectivas musicais mais adicionadas

1. Orochi, Papatinho (Amor de Fim de Noite)
2. Lagum (Ninguém me Ensinou)
3. Filipe Ret, L7NNON, Chris Beats Zn (Corte Americano)
4. Billie Eilish (Your Power)
5. Gilsons (Várias Queixas)
6. João Gomes (Meu Pedaço de Pecado)
7. Ed Sheeran (Bad Habits)
8. BIN, Ludmilla, Mainstreet, Dallass (Apê 1001)
9. Willow, Travis Barker (Transparentsoul)
10. Luísa Sonza (Mulher do Ano XD)

Compartilhe:
icone de linkCopiar link