Empresa sul-coreana se desculpa por anúncio que mostra mulheres se transformando em vacas

Empresa sul-coreana se desculpa por anúncio que mostra mulheres se transformando em vacas

A Seoul Milk pediu "desculpas sinceras" a todos que se sentiram incomodados, e retirou o vídeo de veiculação da TV

por Carolina Firmino

Um comercial da Seoul Milk, principal empresa de laticínios da Coréia do Sul, gerou críticas por sexismo entre os telespectadores do país. No anúncio, que já deixou de ser veiculado na TV, as mulheres se transformavam em vacas sob o olhar de um homem que está escondido, observando-as. Ele aparece com uma câmera no campo, onde avista um grupo de mulheres fazendo ioga. E então se esconde atrás dos arbustos para filmá-las.

“Finalmente conseguimos capturá-las com a câmera em um cenário limpo e claro”, descreve o narrador.

As mulheres seguem sem perceber a presença do homem até que ele pisa em um galho. Com o susto, na próxima vez em que ele olha para o campo, elas se transformam em vacas. O vídeo termina com o texto, “Água limpa, ração orgânica, leite de Seul”.

De acordo com o site Design Taxi, o anúncio não só gerou comoção negativa no país como também chamou a atenção da imprensa internacional.

No comunicado da Seoul Milk, a empresa pede “desculpas sinceras” a todos que se sentiram incomodados com o comercial. “Aceitamos esse assunto com seriedade e faremos uma revisão interna, com cuidado redobrado para evitar que incidentes semelhantes ocorram no futuro”, completa.

Além da comparação grotesca entre mulheres e vacas leiteiras, o comercial foi criticado por promover o ato ilegal de “molka”, ou “câmera secreta”, um crime que persiste contra as mulheres no país e tem aumentado nos últimos anos.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link