Símbolo da aurora digital, Internet Explorer chega oficialmente ao fim

Símbolo da aurora digital, Internet Explorer chega oficialmente ao fim

Após quase 30 anos de serviços prestados, Microsoft encerra o suporte ao navegador ícone da internet

por Redação

Após quase 27 anos, o Internet Explorer chega ao fim hoje. A Microsoft encerra nesse dia 15 de junho de 2022 o suporte ao navegador que – de uma forma ou de outra – se transformou em ícone dos primórdios da internet.

O IE será completamente desativado, tendo o Microsoft Edge – lançado originalmente em 2015 com o Windows 10 – como seu sucessor.

Claro que, no contexto geral da web em pleno 2022, pouco ou nada muda. O uso do Internet Explorer despencou nos últimos anos, sendo largamente substituído por alternativas concorrentes como Google Chrome, Mozilla Firefox, entre outros. A própria Microsoft, aliás, já não recomendava o uso do seu navegador primordial há bastante tempo.

Além de algumas instituições governamentais, como informa o The Verge, ou desavisados que demoraram a se atualizar, ninguém vai sentir saudade. Não deixa, porém, de ser um pedaço importante da história da internet que chega ao fim. Para muitos nativos digitais, foi a primeira porta de entrada para a web. E para quem já vinha de BBS e Netscape, o navegador da Microsoft se apresentava como o futuro da internet.

Os detratores vão dizer que o motivo do sucesso do Internet Explorer se deu – somente – por vir pré-instalado em bilhões de computadores Windows ao redor do mundo. É um argumento justo. Ou, até mesmo, vão lembrar os piores momentos do navegador da Microsoft e seus problemas de performance e segurança. De um jeito ou de outro, a sensação de clicar no ícone “e” no final dos anos 1990 é daquelas que jamais será esquecida. E, para muita gente, foi transformadora de vidas e carreiras.

Compartilhe:
  • tags:
icone de linkCopiar link