Ainda fora do eixo Rio-SP

Ainda fora do eixo Rio-SP

por Daniel Sollero

Depois que escrevi o primeiro post, não imaginava que teria tanta repercussão. Muita gente tuítou, muita gente me mandou email agradecendo, contando e indicando cases.

Algumas coisas me chamaram a atenção:

1) Porque poucas empresas fazem o video cases em português também? Ou optam por divulgar apenas a versão em inglês? O case aconteceu aqui, o ideal seria ver isso em português também. “Ah! é para Cannes, tem que ser em inglês”. Sim, a versão que vai para eles. É como se fosse uma maneira de mostrar que realmente foi um sucesso. Um endosso como “Olha, o case está até em inglês”. Na boa, vamos fazer duas versões, né? Pode divulgar a em inglês para os sites gringos e as duas para os sites e imprensa brasileiros. Pode ser?

2) Entre os cases que mais gostei está o da CASE IH feito pela Domínio Público de Belo Horizonte. É sensacional. PR Stunt bem amarrado e com o detalhe vencedor de colocar as fotos da ação em sites de imagens tipo iStockphoto e outros sem restrição de copyright. Usem a vontade. E a mídia usou mesmo. Da Veja até BusinessWeek. A ação era simples? A idéia até que era simples mas a execução deve ter sido bem complexa. E mais uma vez, associar com RP se mostrou uma estratégia ótima e os resultados também estão aí. Essa ação, inclusive foi Shortlist no El Ojo esse ano.

3) Outro ponto interessante é a questão do que é ou não interior. Recebi aos 45 do segundo tempo, um case bem bacana da Smart Buy Wines, uma empresa de Campinas e que foi feito pela Mohallen/Artplan de São Paulo. Fiquei na dúvida. Assim conta? Eu sou carioca então me perdoem se estou escrevendo besteira mas Campinas não é bem interior, né? O fato de usar uma agência grande de SP também meio que invalida a afinidade com o conceito fora de eixo que tentei expor no texto mas não invalida a atitude e coragem do cliente em topar fazer uma ação elaborada como essa. O que vocês acham?

Espero que esses sejam apenas os primeiros exemplos de ações boas vindas fora do eixo Rio-SP. E caso eu não tenha sido claro no primeiro post: eu não quero receber parabéns pelo texto. Eu quero é receber ações sensacionais vindas de cidades fora do eixo Rio-SP.

Compartilhe:
  • tags: