Filmes personificam o smartphone "preguiçoso"

Filmes personificam o smartphone “preguiçoso”

Campanha para a Motorola tem criação da Droga5

por Amanda de Almeida

Enquanto a Nokia/Microsoft já pediu mais de uma vez para que os fãs da Apple e da Samsung não briguem, a Motorola (leia-se Google) quer mesmo é ver o circo pegar fogo. Ou quase isso, a julgar pelos três últimos filmes criados pela Droga5, em que vemos o smartphone da concorrência como a personificação da preguiça.

É claro que a melhor forma de se provocar os concorrentes é apostando no senso de humor, ingrediente que estes comerciais têm de sobra. Ao mesmo tempo, conseguem mostrar as qualidades do Moto X, o produto que supre as necessidades do consumidor onde os outros falham.

O primeiro, Quick Capture, faz referência ao último filme da Nokia/Microsoft mostrando praticamente a mesma situação – a apresentação do teatro da escola -, mas com um problema diferente para os usuários das outras marcas.

Já em Touchless Control, uma noite romântica é estragada pelo celular preguiçoso, que só toca a música desejada pelo dono se ele deslizar sua mão pela superfície do “aparelho”. O último, Active Display, traz um profissional em uma situação complicada durante uma reunião, quando ele tenta acessar discretamente suas notificações e o “smartphone” começa a fazer escândalo.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link