O que uma mulher precisa fazer para ganhar mais na Suécia?

Se tornar um homem, responde a campanha da Kommunal

por Amanda de Almeida

Conforme vamos nos aproximando de 8 de março, data em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, começam a pipocar campanhas em torno da igualdade de direitos entre os gêneros, seja para lembrar que elas podem fazer qualquer coisa ou ainda para destacar que profissionais do sexo feminino ainda têm salários menores que os do sexo masculino, apesar da a carga de trabalho ser a mesma.

Daí que, na Suécia, Annelie Nordström, presidente da Kommunal, resolveu responder à pergunta que não quer calar: “O que uma mulher precisa fazer para ganhar mais?”. A resposta é curta e indigesta: se tornar um homem. E, para isso, são necessários apenas 47 segundos, como mostra o vídeo acima.

O filme dá continuidade à premiada campanha Be a Man, criada pela agência Volontaire com o objetivo de mostrar que muito pouco se mudou nas últimas três décadas no país, quando o assunto é igualdade salarial para ambos os gêneros. A solução, então, foi promover uma “mudança de sexo” em Annelie, que convidou outras mulheres a fazerem o mesmo. Quem sabe não seja o começo de uma mudança?

mulher

 

Compartilhe: