Esse elevador para ciclistas facilita na hora de enfrentar aquela ladeira

É só apoiar o pé e aguardar enquanto o CycloCable te leva até o topo

por Jacqueline Lafloufa

Ao invés de usar o relevo da cidade como desculpa, a cidade de Trondheim, na Noruega, tem um elevador para ciclistas. A ideia é ótima e, principalmente, não é nova – o primeiro elevador para bikes foi instalado em 1993, quando ainda era conhecido pelo nome de Trampe. No ano passado, 20 anos após a instalação inicial, o sistema foi refeito e ganhou um novo nome – CycloCable.

A criação foi inspirada nos elevadores para esqui e o funcionamento é simples: um pedal recebe um impulso e leva o ciclista a uma velocidade de 2m/s (cerca de 7km/h) até o final do trajeto. Grande parte da estrutura é subterrânea, e o design permite que pessoas e até veículos passem por cima dos ‘trilhos’ sem que haja dano para nenhuma das partes.

cyclocable

Parece uma iniciativa bobinha, mas em Trondheim, 41% das pessoas que usaram o sistema alegaram que têm usado a bicicleta para mais trechos urbanos por conta desse ‘empurrãozinho’ do CycloCable. Apesar de alguns ciclistas serem capazes de pedalar morro acima, é sempre bom lembrar que existem crianças, pessoas mais velhas e até o ciclista médio, sem muito preparo físico, que podem se beneficiar bastante com essa carona, que evita cansaço e suor.

A capacidade máxima do CycloCable é de cerca de 360 ciclistas por hora, mas outros tipos de uso também tem sido criados, como papais e mamães que pegam uma carona com o elevador enquanto estão passeando com os filhos em carrinhos de bebês. Aqueles que preferem patinetes também podem usar o sistema – basta ter um veículo com rodas para funcionar como apoio.

Nada como parar de reclamar dos fatos e arranjar jeitos criativos para contornar os empecilhos. Já imaginou poder usar um CycloCable em cidades brasileiras?

Compartilhe: