balde-de-gelo-brasil

Viral do #IceBucketChallenge chega ao Brasil, mas mantém ‘alma gringa’

Famosos e até páginas brasileiras embarcam no desafio em prol de fundação contra esclerose, mas muitos não se lembraram de localizar a ação

por Jacqueline Lafloufa

Depois de passar pelos executivos norte-americanos, o desafio do balde de água gelada em prol do ALS Foundation chegou no Brasil.

Celebridades como Ivete Sangalo, Luciano Huck, Fernanda Paes Leme, Luan Santana, Gisele Bundchen, e até a página do Facebook do bolinho Ana Maria (!) aceitaram participar do desafio ao derrubar em si mesmos um balde de água gelada e convidar colegas e amigos a fazerem o mesmo.

O detalhe é que poucos deles se lembraram de localizar a participação e indicar uma entidade brasileira, ao invés da norte-americana ALS, para receber as doações.

Giovana Antonelli, por exemplo, foi uma das poucas que indicou apenas a Pró-Cura da ELA, entidade brasileira relacionada à esse tipo de esclerose. Outras celebridades acabaram indicando a ELA para ‘saber mais’, mas a ALS para receber as doações (!!), como foi o caso de David Luiz.

De repente, parece que a causa principal – arrecadar doações para ajudar famílias que sofrem com a doença e para financiar pesquisas – foi deixada de lado, e ficou apenas a brincadeira de se molhar e chamar os outros para participar também – exatamente o receio de Jacob Davidson na Time, como destacamos anteriormente aqui no B9.

Além disso, em tempos de racionamento de água em SP, parece absurdo desperdiçar água de qualquer maneira, até para conscientizar sobre a esclerose.

Acho que o viral é interessante para divulgar a causa, mas se os brasileiros vão fazer parte e entrar na onda, será que não seria melhor convidar para fazer doações para instituições brasileiras? 

Em contato com a ALS, a fundação esclareceu que a Pró-Cura da ELA não é uma ‘filial brasileira’ da fundação, mas que quem quiser fazer doações aqui no Brasil mesmo pode encontrar entidades que fazem parte da mesma aliança que a ALS nesse site, que lista o Instituto Paulo Gontijo e a ABRELA entre as suas associadas.

Em resposta à provocação do B9 sobre a doação feita à ALS norte-americana ao invés de alguma entidade brasileira, a Bimbo, responsável pela marca Ana Maria, se limitou a dizer que a causa do Desafio do Gelo busca, acima de tudo, conscientizar sobre a doença (eu achei que também tinha um desafio de doações envolvido).

Sobre o desperdício de baldes de água, a empresa reitera “seu comprometimento com a sustentabilidade, o que inclui o uso de recursos hídricos de forma consciente”. Felizmente, o desenho do bolinho só gastou pingos coloridos que jamais farão falta na Cantareira.

Compartilhe: