taxi-uber-motorista-demanda-carona

Uso de táxi cai 65% em São Francisco, provavelmente efeito do Uber

Aplicativos de compartilhamento de carona ou até de motorista sob demanda estão forçando os taxistas a se movimentarem

por Jacqueline Lafloufa

A união entre tecnologia e conveniência é capaz de chacoalhar mercados. Foi assim em diversos segmentos, como o de música e de livros, e agora a sacudida chega ao setor de transportes públicos.

Em São Francisco, nos EUA, o departamento de transportes municipais observou uma queda de 65% nas procura por táxis, fechando julho de 2014 com uma média de 504 corridas por mês, bem menos que as 1424 corridas contabilizadas em março de 2012.

Um dos fatores que é considerado como causa dessa grande queda na procura de táxis é a popularização de aplicativos de motorista sob demanda ou de compartilhamento de caronas, como o Uber e Lyft. No entanto, como essas empresas não tem relatórios públicos sobre sua atuação, não é possível responsabilizá-las única e exclusivamente pela diminuição das corridas na cidade norte-americana.

Essa especulação, contudo, é bastante certeira. Eu mesma já fiz uso do Uber para transitar em São Paulo, e não tenho do que reclamar: o serviço é rápido, os motoristas são cuidadosos e não existe a preocupação em ter dinheiro na carteira para pagar a corrida, já que toda a transação é feita através do app, debitando do seu cartão de crédito.

 A parte boa dessa notícia é os taxistas têm se preocupado em melhorar o serviço, adotar o uso de apps para chamada de táxi e oferecer opções de pagamento digital

compartilhe

A parte boa dessa notícia é que o aperto está fazendo com que os próprios taxistas se reinventem. Cada vez mais eles têm se preocupado em melhorar o serviço, procurando adotar o uso de aplicativos para chamada de táxi e se esmerando em oferecer opções de pagamento digital, seja com a maquininha do cartão de crédito ou através de aplicativos conveniados.

Para aplacar os ânimos dos taxistas mais descontentes, a cidade de São Francisco está revisando sua legislação, isentando os taxistas de algumas taxas e permitindo que eles possam obter renda também ao envelopar seus veículos com propaganda.

No fim das contas, o primeiro momento pode ser de bastante instabilidade para os motoristas de táxi, mas com uma maior diversidade de opções, há uma tendência de melhoria do atendimento, bem como um barateamento do transporte via táxi.

Compartilhe: