BBC está usando o WhatsApp para atualizar pessoas sobre Ebola

O objetivo é conseguir passar informações confiáveis para os usuários do aplicativo que vivem no oeste africano, região mais atingida pela doença

por Jacqueline Lafloufa

Considerada a maior cobertura de saúde da BBC no mundo todo desde as reportagens sobre HIV/Aids nos anos 80 e 90, o noticiário sobre o Ebola, focado na situação calamitosa do oeste africano, ganhou um auxílio tecnológico nessa semana: um canal de WhatsApp que atualiza a audiência com informações confiáveis sobre a doença na região.

O canal da BBC no WhatsApp funciona como uma espécie de serviço de informação de saúde pública, atualizando através de áudio, vídeo, imagens e mensagens de texto com três notificações diárias, em inglês e francês, principais idiomas falados na região.

Para receber as notificações, basta que os interessados enviem a palavra ‘JOIN’ para o número +44 7702 348 651. Se quiserem parar de receber as mensagens, podem enviar a palavra ‘STOP’ para o mesmo número, e as notificações serão suspensas.

“A BBC tem a confiança de milhões de pessoas em países afetados, então estamos aumentando nossos esforços para alcançar as pessoas com informações mais atuais possíveis, estejam eles ouvindo rádio, assistindo TV ou usando aplicativos de chat”, explicou Peter Horrocks, diretor da BBC World Service.

Compartilhe: