Facebook oferece ferramentas para publicações acertarem melhor seu público

Dentre as novidades, a possibilidade de marcar assuntos de interesse em matérias publicadas

por Jacqueline Lafloufa

Enquanto o alcance continua caindo vertiginosamente e desesperando administradores de páginas de todos os segmentos, ao menos o setor de notícias ganhou uma mãozinha do Facebook.

A rede social divulgou nessa semana uma série de novas ferramentas que prometem ajudar a aumentar o alcance das publicações, ao mesmo tempo em que se esmera em mostrar conteúdos que os usuários vão se interessar.

Uma das mais interessantes ferramentas liberadas pelo Facebook é a “interest targeting”, que ajuda a marcar um determinado conteúdo com áreas de interesse relacionadas. Parece bastante com um etiquetamento do conteúdo – ao postar sobre esportes, dá para marcar os times envolvidos como potenciais assuntos de interesse, por exemplo.

buzzfeed-interest-targeting-orig-sm

Isso ajudaria a mostrar aquele material para pessoas que curtiram aquela determinada página ou se mostraram interessadas naquele determinado tema.

Quem quiser usar essa opção precisa apenas ativar a opção nas configurações de “targeting and privacy”.

Outra novidade é a possibilidade de fazer uma determinada postagem expirar após uma data especificada. Bastará adicionar uma data de ‘término’ da divulgação daquele conteúdo, e o Facebook se encarregará de apagar aquela postagem. Pode ser bastante útil para posts de oportunidade ou posts em tempo real, como por exemplo uma chamada para assistir um programa de TV ou a previsão do tempo para aquele fim de semana – ambos se tornam completamente irrelevantes depois de certo horário.

espn-post-end-date-sm

Uma terceira opção que passa a ser oferecida pelo Facebook é o “smart publishing”, que vai detectar links da sua página que estão sendo compartilhados com frequência no Facebook e farão com que esses links apareçam para as pessoas que tiverem curtido a sua página. O processo é automático, mas por enquanto está limitado a empresas de mídia parceiras do Facebook.

Quem sabe, assim, as equipes de mídias sociais das empresas de notícias ganham uma mãozinha com o alcance, que andava de mal a pior.

Compartilhe: