The Sync Project usa música como terapia à base de dados e wearables

App reconhece seu estado físico e emocional para indicar a música ideal

por Samanta Fluture

Ouvir música pode ter diversos efeitos sobre nós: aumentar a produtividade, melhorar o humor, elevar a energia e até ativar aquelas memórias que estavam bem enterradas. Além disso, a música é também uma experiência íntima e única, com cada pessoa tendo um gosto musical específico e suas preferências.

The Sync Project passou meses tentando descobrir como nosso corpo reage às músicas e porque temos determinados gostos, através de uma pesquisa que usa biometria – ou seja, estuda a música como parte de nossas características tanto comportamentais quanto físicas.

O projeto convidou pessoas a ouvirem músicas enquanto mediam cada aspecto do seu corpo e comportamento. Para isso, foi usada uma série de wearables para coletar todos os dados possíveis – como aparelhos que medem ondas cerebrais, monitor de batimento cardíaco e sensores de atividade física.

thesyncproject-3

Depois da pesquisa, The Sync Project construiu um aplicativo em parceria com IDEO, no qual é possível visualizar métricas em tempo real enquanto se detecta movimentos faciais do usuário usando a câmera frontal do smartphone.

thesyncproject-1

The Sync Project app selecione músicas a partir do estado físico e comportamental do usuário.

compartilhe

Usando o aprendizado da pesquisa realizada e a combinação destes dados captados do usuário em tempo real, o aplicativo mostra informações sobre níveis de humor, foco, batimento cardíaco, excitação e temperatura corporal para determinar o estado emocional e físico do usuário, bem como selecionar as músicas ideias para esse momento e também entender como tais músicas o afetam.

Em sua campanha de lançamento, The Sync Project comenta que não pretende ser mais um serviço de recomendação baseado em algoritmo, mas sim usar a música como terapia. Ou seja, como forma de ajudar as pessoas a superarem seus problemas e melhorar a qualidade de vida.

Por exemplo, Alexis Kopikis, CEO do The Sync Project, conta como o sistema serve como um remédio alternativo para o seu filho autista, ajudando-o a cantar as músicas e a se sentir relaxado com isso.

thesyncproject-6
thesyncproject-5

No momento, The Sync Project está em fase de testar seu protótipo para melhorar a precisão dos seus dados e poder lançar o aplicativo ao público com resultados garantidos (você pode se inscrever aqui para ajudar a testar o produto). Além disso, querem unir o poder dos wearables e tornar o aplicativo compatível com o máximo destes produtos disponíveis no mercado.

Diversos estudos mostram como as pessoas respondem à música. Não apenas emocionalmente, mas biologicamente. Se música pode nos fazer reagir psicologicamente e ajudar a melhorar nossa saúde física e mental, The Sync Project busca uma forma de tornar isso possível através da tecnologia.

Compartilhe: