Clicky

Obama aposta em comédia e traz ‘tradutor de raiva’ para jantar na Casa Branca

Obama aposta em comédia e traz ‘tradutor de raiva’ para jantar na Casa Branca

Durante o tradicional jantar com os correspondentes de Washington, a crítica saiu com cara de piada

por Jacqueline Lafloufa

Nos últimos anos do seu mandato, Obama tem se mostrado bem aberto a falar com o público norte-americano de um jeito mais informal e leve. Depois de participar de uma entrevista esquisita com Zach Galifianakis em Between Two Ferns e de promover o HeathCare.gov em parceria com o BuzzFeed em um vídeo cheio de piadinhas, dessa vez Obama levou um “tradutor de raiva” para sua fala durante o jantar com os jornalistas que cobrem assuntos relacionados à Casa Branca.

O tradutor calhou de ser Luther, do quadro Key & Peele, da Comedy Central, interpretado por Keegan-Michael Key. Ao lado de Obama na tribuna, Luther traduzia o que seria a sensação de indignação que o presidente sente, mas que não chega a exprimir. São 5 minutos em que o humor serve a propósitos importantes, como chamar a atenção para a seca na Califórnia.

obama-anger-traslator

Uma passagem especialmente divertida, que levou boa parte da audiência às gargalhadas, foi a comparação de Hillary Clinton, que está entre as candidatas a presidência dos EUA em 2016, com a Khaleesi de “Game of Thrones”. Segundo uma postagem de Key no Twitter, essa participação como tradutor da raiva de Barack Obama já estava sendo rascunhada há pelo menos 4 anos.

Além de Key, a comediante Cecily Strong, que faz parte do elenco do Saturday Night Live, também se apresentou no mesmo jantar, com um stand up recheado de críticas bem humoradas – dentre elas, a referência de que o Serviço Secreto Americano seria a única força policial dos EUA a ter problemas se um homem negro fosse morto (ui!). Assista abaixo (em inglês).

Compartilhe: