amazing-phil-oreos

No Reino Unido, vloggers ganham regras sobre vídeos patrocinados

Guia diz exatamente como sinalizar vídeos envolvendo marcas

por Rafael Silva

O Reino Unido tem uma versão bastante parecida do nosso Conar, chamada ASA (Advertising Standards Authority) e eles liberaram esta semana um conjunto de regras voltadas especificamente para uma nova mídia previamente não-regulada: os vloggers. Este guia inclui uma série de cenários que os YouTubers britânicos precisam atentar antes de publicar vídeos com algum tipo de propaganda.

São oito cenários descritos no guia, disponível aqui, e que envolvem desde vídeos patrocinados por uma marca até o recebimento de itens de graça. Os cenários descrevem quando cada tipo de vídeo deve ser marcado claramente como uma propaganda e quando não é necessário. Todos eles giram em torno de um princípio: se a marca tem controle sobre o conteúdo do vlog de alguma forma, é necessária uma sinalização. Caso não tenha, fica a cargo do produtor de conteúdo.

O guia foi criado depois de uma controversa campanha da Mondelez no final do ano passado, que envolvia youtubers famosos no Reino Unido lambendo o recheio de biscoitos Oreo. Segundo a ASA, os vídeos não eram marcados claramente como uma propaganda e desde então o órgão resolveu que era hora de fiscalizar o setor. A maioria dos vídeos da campanha foi tirado do ar pouco depois.

No Brasil, o único caso recente de controvérsia envolvendo propaganda em novas mídias que consigo lembrar foi em 2012 quando blogueiras não deixaram claro que um post foi patrocinado e o Conar interveio. Será que depois dessa deixa britânica o órgão brasileiro vai começar a passar o pente fino nos YouTubers do Brasil?

Compartilhe: