12297863_10153663116433548_1840573474_o

“Revolução Delas”: Estudo apresenta os novos comportamentos da mulher brasileira

5 tendências para entender as revoluções dos últimos 10 anos

por Juliana Wallauer

O Grupo ABC se uniu à consultoria 65 |10 para entender os aspectos da relação da mulher com o mundo que estão mudando drasticamente e as tendências que essas mudanças apontam.

Foram pesquisadas 5 áreas fundamentais para entender como a mulher interage com o mundo à sua volta: moda, corpo, conectividade, finanças e mobilidade. O resultado é um mapa das micror​evoluções que estão mudando o universo feminino, com análise de causas, efeitos e depoimentos das pessoas que estão liderando a “Revolução Delas”.

Mulheres não são nicho de mercado. Mulheres são O mercado. Por isso é tão importante entender as mudanças que aconteceram no universo feminino nos últimos anos e as tendências de comportamento que elas apontam.

O report apresenta cinco tendências principais.

Tendência #1: A busca consciente pela autonomia financeira

Independência financeira é o primeiro passo para a liberdade. Apesar de enfrentarem barreiras – como assédio, diferença salarial e jornada dupla – as mulheres estão ocupando mais postos no mercado de trabalho e como empreendedoras.

Mulheres ganham 32% a menos do que homens para exercer as mesmas funções.

compartilhe

Screen Shot 2015-11-24 at 3.48.45 PM

43% dos empreendedores brasileiros são mulheres.

Tendência 2: Mobilidade – Hoje eu quero voltar sozinha.

Ser mulher hoje é ocupar espaços que antes pertenciam apenas aos homens. Vale para mercado de trabalho, política, religião, educação e também para o espaço público. Transitar por todos os espaços em paz é um direito que elas estão dispostas a cobrar e uma necessidade latente.

98% das brasileiras já sofreram algum tipo de assédio.

compartilhe

mobilidade

81% já deixaram de ir a algum lugar ou fazer algo por medo de serem assediadas.

Tendência 3: Corpo – Eu vou me assumir

O movimento de orgulho do próprio corpo vem crescendo e inclui mulheres negras, baixas, gordas, LGBT, idosas, com todo tipo de cabelo e sem nenhuma vergonha de ser quem são.

70% das brasileiras têm cabelo crespo ou cacheado, mas o Brasil é o país que mais realiza alisamento no mundo.

compartilhe

moda

O mercado pluz size movimenta R$ 4,5 bilhões.

Tendência 4: Moda – Ser mulher, qualquer mulher que seja, está na moda

Apoiando umas às outras mulheres negras, mulheres gordas, mulheres mais velhas, mulheres de periferia, mulheres andróginas, mulheres masculinas, mulheres com deficiência passaram a ter voz e entenderam que podem ter orgulho de ser quem são e estender isso para o seu estilo.

Tendência 5: Conectividade – Rede de Amparo para mim e para o mundo que eu quero ver

A internet é palco para mulheres serem ridicularizadas, assediadas e terem suas vidas invadidas – como nos casos de Revenge Porn. Mas é também o espaço de encontro, em grupos menores e privados, nos quais se sentem seguras para falarem o que quiserem.

moda3

A conclusão aponta uma mulher em construção, em evolução – que raramente reconhecemos na comunicação.

O estudo é muito transparente ao reconhecer as tendências como reflexos de uma revolução que toca em diferentes graus cada indivíduo, não podendo ser compreendido como uma mudança homogênea. Mas o direcionamento é claro e contundente. Podemos encontrar mulheres em diferentes pontos da jornada, preocupadas com questionamentos únicos, mas há um componente comum de empoderamento e libertação.

Os últimos 10 anos trouxeram muitas mudanças para a realidade da mulher brasileira. Pode parecer que 10 anos é muito tempo, mas alguns desses novos comportamentos pegaram o mercado publicitário de surpresa. Nossa ideia aqui é trazer um novo olhar sobre essa mulher, para que ela seja melhor representada na publicidade.” – Thais Fabris, 65|10

O estudo apresenta também microtendências dentro de cada um desses universos e está disponível para download aqui. Mas esse é só o tira gosto. O conteúdo completo e aprofundado de cada estudo a consultoria 65|10 reservou para apresentar presencialmente para clientes e agências.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link