Amazon promove série usando símbolos nazistas

Amazon promove série usando símbolos nazistas

Seriado conta o que teria acontecido se Alemanha tivesse vencido a guerra

por Rafael Silva

Imagine o cenário: você tem uma série que precisa divulgar para que pessoas se interessem e assistam. O que você faz? Usa elementos dela para criar propagandas numa grande metrópole e contrata espaço publicitário onde muitas pessoas vão ver, certo? Esse deve ter sido o pensamento da Amazon, que acabou se queimando por ter feito exatamente o que descrevi. O motivo? A empresa usou elementos nazistas nas propagandas.

Para anunciar sua série “The Man In The High Castle”, a Amazon alterou o interior de vários carros do metrô da cidade de Nova Iorque, colocando nos bancos tanto símbolos da Alemanha nazista quanto símbolos do Japão imperial. Isso foi feito por que a série é baseada num livro do mesmo nome, publicado em 1962, e que conta a história de como o mundo seria se as Potências do Eixo – que incluem Alemanha e Japão – tivessem ganhado a Segunda Guerra Mundial.

A ideia da propaganda parece ter dado certo, mas pelos motivos errados. Muita gente reclamou em redes sociais da falta de tato da Amazon e da agência contratada por ela, chamada Outfront Media, por não ter dado o contexto o bastante para os símbolos estarem ali. O máximo que publicaram foi um cartaz da série com a data de lançamento. E mesmo assim, muita gente acabou interessada em assistir.

Olhando pelo lado bom, eles pelo menos não usaram a suástica, símbolo que estampa o livro que deu origem à série. E depois de tanta controvérsia, a Amazon decidiu retirar o envelopamento dos carros, que originalmente ficariam como estão até o dia 20 de dezembro.

amazon-simbolos-nazistas2

Compartilhe:
icone de linkCopiar link