JetBlue dá desconto pra cada vez que um bebê chorar no avião

Ação para celebrar o Dia das Mães transformou o incômodo em torcida

por Carlos Merigo

Viajar com um bebê chorando realmente não é legal. Nem pra quem está do lado, muito menos para os pais. Isso, porém, faz parte do contrato que ninguém te deu, mas você assinou ainda assim, que se chama viver em sociedade.

Crianças choram. E não necessariamente porque são mimadas e “a culpa é dos pais que não fazem nada”. Daria para estrangula-las, como já sugeriu Louis CK, mas não vamos apelar para medidas extremas só porque alguém está fazendo cara feia, certo?

Mas sim, incomoda. A JetBlue sabe disso. Uma pesquisa apontou que 40% dos adultos americanos que viajam de avião não gostam de bebês chorando durante o vôo.

Para amenizar a situação, uma ação criada pela agência MullenLowe tornou o choro uma experiência positiva. A companhia aérea prometeu dar 25% de desconto para cada vez que um dos quatro bebês presentes no vôo chorasse. Sendo assim, se todos eles chorassem, o próximo vôo pela JetBlue sairia de graça.

Dessa forma, o que era chato se transformou em expectativa, e os passageiros passaram a torcer pelo choro das crianças.

A ação foi criada para celebrar o Dia das Mães, e lembrar que, onde tem um bebê chorando, também tem uma mãe aflita. Então, sorria pra ele.

Compartilhe: