Comitê Olímpico Americano proíbe marcas de usarem hashtags #Rio2016 e #TeamUSA

Comitê Olímpico Americano proíbe marcas de usarem hashtags #Rio2016 e #TeamUSA

Publicações que não seguirem as regras estarão sujeitas a ações judiciais

por Rafael de Almeida

O Comitê Olímpico historicamente protege com unhas e dentes as propriedades intelectuais envolvidas nas Olimpíadas – até porque, marcas que investem no evento pagam milhões de dólares para serem exclusivas. Mas o Comitê Olímpico dos EUA trouxe para as Olimpíadas do Rio 2016 algumas restrições que vão um pouco além do que é normal.

Uma carta recebida pela ESPN e escrita pela Diretora de Marketing do Comitê Olímpico Americano, Lisa Baird, diz que “Entidades comerciais não devem publicar mensagens relacionadas às competições ou jogos em suas contas de social media, incluindo o uso das marcas protegidas em posts com as hashtags #Rio2016 e #TeamUSA“.

Para complicar a situação, se as marcas não possuírem nenhum tipo de ligação com algum veículo de comunicação, elas também são proibidas de publicarem fotos tiradas durante os jogos ou republicar conteúdo, ainda que ele tenha sido divulgado pelos perfis oficiais das Olimpíadas. Ou seja: dar retweet neles pode ser uma infração.

Já no caminho contrário, o Twitter Brasil lançou o Live Insights, página com os melhores Tweets e publicações relacionadas aos Jogos Olímpicos do Rio, que promete ser a mais conectada de todas. Isso pode indicar que por aqui as restrições são mais brandas – ouvimos de um funcionário do escritório local do Twitter que marcas podem usar a hashtag #Rio2016 por aqui sim, mas não podem promover esses tweets.

Entramos em contato com a assessoria do Twitter Brasil para saber se existem restrições parecidas por aqui também, mas até o momento da publicação desse post não houve resposta.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link