Canal transmite série censurada para imitar países que proíbem temas LGBT na mídia

Canal transmite série censurada para imitar países que proíbem temas LGBT na mídia

'RuPaul's Drag Race' foi pixelada para mostrar como ficaria em alguns países

por Rafael Silva

O canal Logo TV, da Viacom, tem foco no público LGBT e é transmitido apenas nos EUA. Hoje, para marcar o Dia Nacional de Sair do Armário (nos EUA) eles resolveram focar em locais que não tem toda essa liberdade. Para mostrar isso, a Logo TV criou a campanha #DayOfDisruption e censurou uma das suas séries durante toda essa terça-feira. Veja acima um clipe de uma parte das séries.

Na campanha, foi feita uma maratona com todos os episódios da 8ª temporada de “RuPaul’s Drag Race“, uma competição ao estilo reality show com foco em drag queens. Só que com um detalhe: todas as participantes da série estavam com seus rostos censurados e seus corpos pixelados, para imitar a forma de exibição em países onde o conteúdo LGBT é discriminado na mídia.

A campanha foi feita em parceria com a Global Ally, projeto encabeçado pela Logo TV e que pesquisou o impacto da exibição de temas LGBT na mídia. Segundo a pesquisa, em comunidades que falam abertamente sobre esse tema, pessoas LGBT são mais bem aceitas e bem recebidas. Em 72 países no mundo, no entanto, esse não é o caso.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link