Facebook não quer mais votações usando reactions pelo Facebook Live

Facebook não quer mais votações usando reactions pelo Facebook Live

Novas diretrizes estabelecem regras claras para esse tipo de coisa

por Rafael Silva

Uma tendência curiosa apareceu perto do fim das eleições americanas: páginas de veículos no Facebook começaram a fazer transmissões ao vivo com votações usando as reactions. Essa captura de tela acima é um dos exemplos, criado de forma improvisada com uma ferramenta que falaremos em breve aqui. Ao perceber que isso virou tendência o Facebook decidiu que não quer mais que isso aconteça.

Ao final de novembro as diretrizes de marca do Facebook foram atualizadas para refletir esse novo uso. E não foi uma boa atualização: essas guidelines passaram a proibir especificamente as votações com reações. Veja abaixo.

facebook-live-reactions

Isso quer dizer que marcas e páginas estão proibidas, ou seriam de alguma forma penalizadas por continuarem desrespeitando essas diretrizes? Bom, o Facebook não diz.

Quando levantamos essa questão com o Facebook Brasil, na forma da sua assessoria de imprensa, a resposta foi uma desconversa. Mesmo após múltiplas mensagens trocadas com o B9 ao longo desta semana, nenhuma delas recebeu uma resposta que considero minimamente satisfatória para que fosse publicada nesse texto.

Essa recusa do Facebook em responder diretamente nosso questionamento pode estar diretamente ligada ao naipe das páginas que estão fazendo essas transmissões. São paginas grandes, que têm acordos comerciais com o Facebook, como o BuzzFeed, e que não podem simplesmente sair do ar sem que ninguém note.

A política então, parece ser “faça como eu digo, não como eu pago para que os outros façam”.

Atualização | Um adendo foi adicionado no artigo sobre o Facebook Live nos feeds de notícias, publicado em março deste ano. Nesta atualização, o Facebook diz que vai reduzir a visibilidade de transmissões ao vivo que consistem apenas de gráficos.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link