3d

FIlmes 3D em declínio: IMAX vai reduzir lançamentos no formato

Empresa cita “Dunkirk”, de Christopher Nolan como exemplo de produção 2D de sucesso

por Soraia Alves

O IMAX diminuirá consideravelmente o número de seus lançamentos 3D. De acordo com a própria empresa, os consumidores mostraram uma forte preferência pelas filmagens “comuns” em 2D, e eles pretendem atender esse padrão dos espectadores.

A decisão foi anunciada pelo CEO do IMAX Entertainment, Greg Foster, em uma conferência, garantindo que a iniciativa pretende dar uma renovada nos negócios da empresa que, sabemos, não apresentou um bom lucro no primeiro trimestre.

Como mostra dessa “tendência” citada pelo CEO, o novo filme de Christopher Nolan, “Dunkirk” está sendo exibido exclusivamente em 2D e já gerou quase um quarto da bilheteria dos cinemas IMAX só no fim de semana de estreia.

O filme já arrecadou mais de US$ 50 milhões desde o dia 21 de julho.

Greg ainda lembrou que o filme “Blade Runner 2049” é outra produção que também será exibida apenas em 2D a partir de outubro, quando acontece a sua estreia.

Ao mesmo tempo em que aposta mais nos filmes 2D, o IMAX  investe em outros tipos de experiências utilizando a tecnologia 3D.

A empresa criou alguns centros de realidade virtual que permitem uma experiência totalmente imersa da pessoa, promovendo a interação direta com a RV sem, necessariamente, depender de filmes para manter esse nicho.

 

Compartilhe:
icone de linkCopiar link