Sai o primeiro trailer de “All the Money in the World” com Christopher Plummer no lugar de Kevin Spacey

Ridley Scott, enquanto isso, afirma estar adiantado nas refilmagens

por Pedro Strazza

Depois que as sucessivas denúncias de assédio sexual levaram a carreira de Kevin Spacey à ruína, resultando em sua demissão de “House of Cards” e o cancelamento de sua homenagem no Emmy, Ridley Scott resolveu tirar o ator do elenco de seu novo filme, “All the Money in the World”, e substituí-lo por Christopher Plummer, afim de evitar que a produção e todos os profissionais envolvidos fossem prejudicados pelo noticiário. Seria mais um caso normal de recasting em Hollywood se não fosse um pequeno detalhe: o filme já estava pronto e prestes a sair quando a decisão foi tomada, e Scott e os estúdios envolvidos mantiveram a data de estreia mesmo ela estando há menos de dois meses de distância.

A medida surreal de substituir um integrante do elenco aos 45 do segundo tempo, porém, parece estar dando certo. Enquanto a Sony reorganiza o material promocional do filme para tentar uma chance no próximo Oscar (veja abaixo as mudanças nos cartazes), Scott e sua equipe mostram-se determinados em conseguir terminar o longa no curtíssimo prazo dado, a tempo de lançá-lo no dia 22 de dezembro. Prova disso é o novo trailer da produção, que já conta com cenas protagonizadas por Christopher Plummer – veja acima.

Pôster do filme antes da saída de Kevin Spacey

Pôster depois da saída de Kevin Spacey

“All the Money in the World” trata do famoso caso de sequestro de John Paul Getty III (Charlie Plummer), neto na época do bilionário e magnata do petróleo Jean Paul Getty (antes Spacey, agora Plummer). Na época, mesmo com a mãe de John (Michelle Williams) clamando desesperada por ajuda, o empresário por ganância se recusou a pagar o milionário resgate do menino.

O tempo urge no set, mas pelo visto tudo corre bem. Em entrevista à Entertainment Weekly, Scott garantiu que as refilmagens estão adiantadas e que ele conseguirá terminar os preparativos a tempo de exibir o filme aos votantes da Academia:

<blockquote>Eu já estou duas cenas adiantadas. É simples! Se você sabe o que está fazendo, você não precisa de 19 tentativas. Você faz uma para o ator, uma para mim. Está tudo planejado. Quando você está fazendo o storyboard, você já pré-filma o filme em sua cabeça – os planos abertos, os planos fechados, os planos que estabelecem a cena. Você tem algumas ideias estranhas quando está quieto e sentado, fazendo o storyboard para você mesmo. Depois de um tempo você aprende a confiar e ouvir sua intuição. E eu ouço a minha. Eu confio nela.</blockquote>

Se nos Estados Unidos o prazo é apertado,”All the Money in the World” segue sem data de estreia no Brasil. Nos dois casos, é esperar para crer.

Compartilhe: