Os 20 melhores comerciais de todas as edições do Super Bowl

Os 20 melhores comerciais de todas as edições do Super Bowl

Nossa seleção tem anúncios de grande repercussão e alguns que lembramos com carinho

por Soraia Alves

O Super Bowl está chegando e todos os anos gostamos de conferir as campanhas e ações preparadas por empresas e marcas especialmente para o evento, afinal, a disputa por espaço nos intervalos é até mesmo conhecida como “A Batalha das Marcas”.

Se a briga por espaço é grande, o mesmo vale para a criatividade. As empresas não querem só aparecer, mas fazer isso de forma inovadora e inesquecível. E algumas realmente conseguem.

Assim, separamos os 20 melhores comerciais do Super Bowl até hoje. A seleção mistura aqueles que tiveram grande repercussão e alguns que lembramos com carinho.

Outro detalhe: a ordem, embora numerada, não representa maior ou menor importância. É só uma ordem cronológica mesmo.

1. Coca-Cola – “Hey Kid, Catch!” – Super Bowl XIV (1980)

Nessa época, as coisas eram bem diferentes. O Super Bowl já existia e era aguardado, mas nada de “show do intervalo” com cantores famosos ou comerciais inéditos para o evento. Assim, a campanha da Coca-Cola com o jogador Joe Greene, do Pittsburgh Steelers e conhecido pela agressividade em campo, estreou em outubro de 1979, mas ganhou ainda mais destaque ao passar no intervalo do SB em 1980.


2. Wendy’s – “Where’s the Beef?” Super Bowl XVIII (1984)

Quando memes ainda não existiam, o comercial do Wendy’s se tornou icônico por inaugurar o bordão “Onde está a carne?”, que é usado até hoje nos Estados Unidos para se queixar de porções pequenas. Mesmo com 34 anos, o vídeo continua engraçado!


3. Apple – “Introducing Macintosh” – Super Bowl XVIII (1984)

Esse anúncio da Apple é considerado um dos marcos na história da publicidade. O comercial teve a direção de Ridley Scott e usou como referência a obra de George Orwell, “1984”, mesmo ano em que a peça foi vinculada prometendo que o novo Macintosh causaria a revolução necessária para acabar com a conformidade na sociedade.


4. Nike — “Michael Jordan & Bugs Bunny” – Super Bowl XXVII (1993)

Três anos antes do lançamento do clássico filme “Space Jam” (que a gente alugava toda vez que ia à locadora) Michael Jordan e Pernalonga já apareciam juntos no anúncio da Nike. O vídeo era inovador por misturar personagens reais e desenhos animados, além de dois eternos ícones dos EUA.


5. McDonald’s – “The Showdown” – Super Bowl XXVII (1993)

Sim, é Michael Jordan em outro comercial do mesmo ano. Nesse, o jogador de basquete aparece ao lado do também jogador e recém-aposentado Larry Bird, numa disputa surreal e incansável valendo um Big Mac.


6. Pepsi – “Coke Guy Caught on Cam (Your Cheatin’ Heart)” – Super Bowl XXX (1996)

Um repositor de Coca-Cola, que resolve pegar uma latinha de Pepsi na geladeira ao lado e causa um desastre. Não poderia ser melhor (e mais cara de câmera escondida do Silvio Santos). Vale lembrar que a Pepsi por muitas vezes alfinetou diretamente a Coca em seus comerciais.


7. E-Trade – “Monkey” – Super Bowl XXXIV (2000)

Anúncio crítico? Talvez. No vídeo do E-Trade vemos um macaco dançado ao lado de dois homens totalmente inúteis. Ao fim, a empresa lança a mensagem: “Bem, nós desperdiçamos 2 milhões de dólares“, seguido de “O que você está fazendo com seu dinheiro?“.


8. Pepsi – “Gladiator” – Super Bowl XXXVIII (2004)

A Pepsi juntou Beyoncé, Britney Spears e Pink como três gladiadoras que não deram a mínima para o imperador Enrique Iglesias e entoaram o hino “We Will Rock You”, do Queen, em uma arena lotada. Se isso já não é icônico só pela descrição, adicione alguns detalhes como o vídeo ter sido gravado no Coliseu, em Roma, e ter três minutos, fazendo a Pepsi desembolsar cerca de US$ 2 milhões para ser transmitido (hoje seria muito mais caro).


9. Google – “Parisian Love” – Super Bowl XLIV (2010)

O anúncio minimalista do Google consegue arrancar um suspiro dos espectadores mais sensíveis. A peça traz as etapas de um romance contadas através do campo de busca do Google.


10. Snickers – “Betty White” – Super Bowl XLIV (2010)

Na pegada de “você não é você quando está com fome”, um jogador apático joga como uma velhinha, a fofa Betty White. E sim, vemos a senhorinha como você nunca imaginou: jogando futebol americano!


11. Volkswagen – “The Force” – Super Bowl XLV (2011)

Nosso mini Darth Vader está frustrado por não conseguir usar a Força nos objetos de casa e nem mesmo em seu cachorro. Mas algo acontece no fim do dia para mostrar que a Força está com ele.


12. Doritos – “Pug Attack” – Super Bowl XLV (2011)

Uma vingança de todos os animais que são obrigados a lidar com humanos idiotas! Épico.


13. Chrysler – “Halftime in America” – Super Bowl XLVI (2012)

2012 foi um ano pesado para os Estados Unidos e sua Grande Recessão, e a indústria automotiva não estava nada bem (como sempre acontece em épocas de crise econômica). Nesse contexto, a Chrysler ousou ao criar um anúncio de dois minutos com um discurso esperançoso feito por Clint Eastwood.

Muita gente considera esse o anúncio mais emocionante feito para o país todo durante um SB.


14. Budweiser – “Puppy Love” – Super Bowl XLVIII (2014)

A Budweiser é outra marca bem tradicional nos intervalos do Super Bowl, mas entre seus comerciais (cada vez mais) criativos, foi o simples e fofo “Puppy Love” que conquistou o mundo todo ao mostrar a inusitada amizade entre um cavalo e um cachorro.


15. Doritos – “Time Machine” – Super Bowl XLVIII (2014)

O “Time Machine”, da Doritos poderia ser mais um anúncio na pegada “fofura usando crianças”. Mas ele vai para a linha do humor e surpreende justamente por isso.


16. Always – “Like a Girl” – Super Bowl XLIX (2015)

Um marca de absorventes femininos anunciando no intervalo de um esporte visto por muitos como “só para homem”. Um comercial de absorventes femininos que discute a forma que estamos acostumados a tratar as meninas e como isso pode afetar a autoestima delas. Precisa de mais?


17. Mtn Dew – “Puppymonkeybaby” – Super Bowl 50 (2016)

É difícil achar uma explicação para um anúncio que traz um personagem que tem pernas de bebê, corpo de macaco e cabeça de cachorro. Drogas pesadas? Talvez… O “Puppymonkeybaby” é, sem dúvida, o anúncio mais bizarro da história do SB.


18. Honda – “The Dreamer” – Super Bowl 50 (2016)

A Honda até tem anúncios mais impactantes que esse, mas aqui a repercussão teve um efeito bem interessantes para o duo Empire Of The Sun. A música trilha sonora do vídeo é “Walking On A Dream” e foi lançada originalmente pelo grupo em 2008. Mas devido ao comercial, ela voltou ao topo da Billboard, onde ficou por dois meses.

Só na semana pós Super Bowl, a música foi procurada no Shazam quase 10 mil vezes.


19. Beyoncé – “The Formation World Tour” – Super Bowl 50 (2016)

O vídeo em si, apesar de visualmente bonito, não tem muito destaque. Porém, foi a primeira vez que uma estrela da música usou um espaço comercial do Super Bowl para se autopromover anunciando uma turnê mundial em vez de um produto.

Parte do resultado foi que a  Formation World entrou pra lista das 20 turnês musicais de maior bilheteria de todos os tempos.


20. Doritos & Mtn Dew – “Doritos Blaze vs. Mtn Dew Ice with Peter Dinklage and Morgan Freeman” – Super Bowl LII (2018)

Sim, o anúncio ACABOU de sair, mas nós já adoramos! Além de trazer os atores Morgan Freeman e Peter Deckilage, o vídeo junta duas marcas de peso, mostrando que nem só de rivalidade vive o mundo da propaganda.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link