SXSW 2018: O futuro dos relacionamentos segundo Esther Perel

“Maga das relações” afirma que sensação de não pertencimento é o maior perigo ao amor hoje

por Juliana Vilhena Nascimento / Chief Business Officer da F.biz

O primeiro keynote da SXSW 2018 foi um tremendo de um abre-alas: Esther Perel, que trabalha como terapeuta de casais há mais de 35 anos, veio ao público de Austin falar sobre os relacionamentos contemporâneos.

Esther prendeu a atenção e a respiração de uma plateia de 3000 pessoas enquanto discorreu sobre as grandes mudanças no nosso modelo de relação romântica e o seu impacto nas pessoas e nos negócios. Ela começou falando sobre o paradoxo central das relações atuais, que é a necessidade de balancear os sentimentos de segurança e pertencimento com os de aventura e liberdade.

Antigamente, quando nos organizávamos em vilas, havia um claro sistema de hierarquia e uma arquitetura de sociedade que trazia absoluta clareza sobre o papel que cada um desempenhava, onde cada um deveria colocar sua lealdade e energia. Em troca de tamanha organização, a comunidade devolvia a cada membro o senso de pertencimento, uma raiz, uma âncora.

Esther Perel palestra na SXSW

Hoje, esta noção deixou de existir. A terapeuta diz que todas as possibilidades estão na mesa para serem discutidas, construídas e adotadas. Cada um de nos constrói seu espaço na sociedade através de conversa e negociação, além de bastante trabalho. O lado ruim disso é a sensação de não pertencer mais a algo tão definido, o que por sua vez traz alguma insegurança e até mesmo solidão ao indivíduo.

Pra transcender esta vida tão atomizada e fragmentada, as pessoas estão colocando em seus relacionamentos a expectativa de “repor o divino” que antes elas recebiam através da religião. É uma responsabilidade imensa, não acham?

Para Perel, a chave para relacionamentos de qualquer espécie está em conversas de qualidade, que sejam francas, abertas, vulneráveis e baseadas na troca – que hoje é muito ameaçada pela cortina da tecnologia. Ela terminou com uma frase que resume bem esta conversa, que repito aqui em inglês pra manter o conteúdo fiel ao original: “Relationships are our stories. Write them well, and edit often”.

Compartilhe: