Clicky

SXSW 2018: A anatomia de uma tendência
shutterstock_353531531

SXSW 2018: A anatomia de uma tendência

Carla Buzasi mostra no evento algumas das próximas tendências do mercado no futuro próximo

por Felippe Motta / Diretor de Criação da Master Comunicação

Se você quer lançar um produto, não pode desconsiderar que a cor preto fosco é a que vai ser destaque na temporada 2018/2019. Caso esteja pensando em começar a fazer Yoga, sinto lhe dizer, mas o Trecking é o novo Yoga. E se você ainda pensa que o processo industrial agrada a maioria, saiba que o handmade vai ganhar cada vez mais mercado daqui pra frente.

Já deu pra perceber o quão importante é detectar uma tendência quando ela ainda está nascendo? Quanto dinheiro pode ser economizado e quanto pode ser ganho apenas antecipado um comportamento? E isto não se aplica só para indústrias e marcas, se aplica também àquele pequeno empreendedor que está pensando em abrir um negócio.

Antecipar tendências é o trabalho de Carla Buzasi, a primeira pessoa que tive a oportunidade de ouvir no meu primeiro dia de SXSW. Na sua palestra, Buzasi explicou que existe uma diferença importante entre micro e macrotendências. E que o seu objetivo maior é encontrar as macrotendências, porque são elas as grandes responsáveis por impactar na forma como vivemos, nos relacionamos, moramos, consumimos.

Para se detectar uma macrotendência, existe uma metodologia que une dois campos do conhecimento: um mais dedo no pulso e outro mais pragmático. O mais dedo no pulso vai buscar elementos que indiquem qual será a próxima tendência nos microinfluenciadores, hobbies, atitudes dos consumidores em dinâmicas do mercado do varejo até na arte e na cultura. Já o mais pragmático é baseado em Big Data e combina dados de mídias sociais, perfil de consumidores, análise de dados do varejo, análise socioeconômica e pesquisas de marketing para indicar padrões de comportamento social. E é a união entre esses dois indicadores que gera a ciência à qual ela se dedica.

Carla Buzasi palestra na SXSW 2018

Agora você pode estar se perguntando: mas e aí, quais são as tendências que ela antecipou? Com base nas suas pesquisas, Carla diz com clareza que existem três mudanças globais que vão impactar demais a sociedade até 2020. A primeira é o que ela chama de “Nova Maioria” e tem a ver com a cor da nossa pele: o mundo tende a ser cada vez mais pardo, mais miscigenado e essa vai ser a característica da maioria da população mundial. A segunda mudança que vai impactar e muito a nossa vida é a chegada das redes de “5G” para transmissão de dados através de smartphones e smart devices. Por fim há a “Economia Compartilhada”, que será cada vez mais presente e terá cada vez mais impacto nas nossas vidas. Como consequência dessas 3 mudanças globais irão surgir novas tribos de consumidores, novas maneiras de consumir e novos produtos. Está nas nossas mãos identificar essas oportunidades e fazer elas virarem negócios para as empresas em que trabalhamos ou até mesmo como guia para abrir um novo negócio.

Até a próxima palestra!

Compartilhe: