Twitter está confundindo tuítes escritos em cirílico com bots russos

Embora o problema seja datado de 2009, a confusão parece ter aumentado depois que a plataforma anunciou estar tomando medidas mais agressivas para combater infestação de bots

por Pedro Strazza

Como qualquer outra rede social, o Twitter anda bastante preocupado com a presença de bots em sua plataforma, mas suas medidas contra esta “infestação” talvez não estejam funcionando como deveriam. Depois de anunciar na semana passada que tomaria ações mais “agressivas” para perseguir e eliminar trolls de sua plataforma, inúmeros usuários búlgaros começaram a prestar queixas no microblog sob a alegação de terem suas contas suspensas não porque estavam realizando algo de errado na rede, mas sim porque estavam tuitando… com o alfabeto cirílico.

Tudo bem que não dá pra definir com certeza o que está alertando os dispositivos do Twitter para suspender estas contas, mas já rola a hipótese entre os donos atingidos de que qualquer tuíte escrito em cirílico que mencione as arrobas como a do YouTube ou de qualquer outra grande empresa do tipo vira alvo da caçada empreendida pela rede. O problema de exclusão precipitada vai muito além dos últimos dias, havendo registros de pessoas afetadas pelo erro desde 2009, mas com o aumento da vigilância o número de afetados pelo equívoco parece ter crescido substancialmente.

O motivo mais provável para que isto esteja acontecendo é que a administração do Twitter deve ter reforçado seus algoritmos na caça aos bots russos através do uso das letras do alfabeto cirílico, a linguagem escrita mais utilizada pelo país. O erro nesta lógica – sem contar que o território não é composto somente por bots e trolls, mas sim por pessoas – é que a Rússia não é a única nação a usar o cirílico para se comunicar: além da Bulgária, outras catorze nações usam do alfabeto.

A perseguição do Twitter a estas contas não se encerra na mera suspensão. Quando o usuário consegue recuperar o seu perfil, a plataforma começa a não disponibilizar algumas das interações feitas pela pessoa na rede, incluindo aí respostas em longas threads. E quando esta tenta averiguar o problema, a “gerência” geralmente responde dizendo que está tudo certo porque a conta não está suspensa.

Questionada pelo The Verge, o Twitter diz que está “investigando o problema e tomará as medidas necessárias para corrigir a situação”, uma resposta padrão que define bem o tipo relação problemática que a rede nutre com seus usuários.

Compartilhe: