Ford anuncia centro de inovação do transporte em estação de trem em Detroit

Parte histórica da cidade fará parte de sua reconstrução para o futuro

por Ana Roza

Detroit ganha reforço em seu caminho para reconstrução. Agora, o foco está em um dos pontos mais icônicos da cidade, a Estação Central de Michigan, com o comando da Ford. A multinacional anunciou (20) que irá reconstruir o local em um centro de inovação do transporte, com mais de 5.000 funcionários trabalhando até 2022.

A expectativa da Ford é projetar mais soluções em mobilidade para a região. Com isso, quer trabalhar com veículos autônomos, elétricos e inteligentes, que estejam conectados com as estradas e o transporte público. A área adquirida pela empresa abrange os arredores da estação de trem, e o que não for agregado no novo centro será transformado em espaços residenciais, comerciais e comunitários.

A Estação Central de Michigan acompanhou a inauguração da cidade, em 1913. Na época, era o principal centro de passageiros. Desde 1988, porém, sua importância soma apenas 18 andares de salas fechadas e em desuso. Para o presidente da multinacional, Bill Ford, a reforma da estação trará empregos mais que empregos relacionados ao transporte. Eles irão precisar de técnicos, especialistas em softwares e toda mão de obra possível para reerguer o centro. Uma promessa bastante positiva para uma cidade que anunciava concordata há quatros anos.

Compartilhe: