Audiência do Pornhub sofre queda agressiva durante a final da Copa do Mundo

Croatas e franceses lideraram “abandono” em massa do consumo de pornografia durante o jogo decisivo que consagrou a França bicampeã do mundo

por Pedro Strazza

Copa do Mundo é uma época do ano em que querendo ou não as atenções do mundo recaem sobre o futebol e não muito mais que isso. Para quem é fã do esporte, fica difícil fazer outra coisa que não seja assistir os jogos, seja ir ao cinema, sair com os amigos para fazer qualquer coisa que não seja ver uma partida, ir na baladinha ou até mesmo… consumir pornografia?

Esta última foi confirmada pelo Pornhub, site de pornografia que revelou como se deu seu tráfego durante a realização do encerramento do torneio da FIFA. De acordo com dados liberados pela empresa, sua audiência caiu vertiginosamente em todo o globo enquanto a final acontecia, especialmente nos países que ficaram mais tempo na disputa pela taça. O público brasileiro curiosamente é um dos que menos deixou de lado a pornografia: enquanto os finalistas França e Croácia lideram com quedas de até 66% nas visitas ao site (seguidos pela Venezuela, a Bulgária e a Eslovênia, países que nem chegaram a se classificar), o Brasil teve uma mera barrigadinha descendente de 21% nos acessos. O ranking abaixo elenca os países onde o Pornhub mais sofreu com a final da Copa:

No caso específico de croatas e franceses, os dados revelam que quem mais prestou atenção ao jogo foram os derrotados. Além do público da Croácia ficou à frente com a audiência mais baixa a partida inteira (foi registrado um pico de 68% de queda no território localizado nos Balcãs em certo momento!), eles também foram os que mais rápido retornaram ao site depois de apitado o fim do segundo tempo e declarada o bicampeonato do time de Deschamps.

O Pornhub também divulgou estatísticas sobre as flutuações de audiência cada um dos finalistas durante os jogos do mata-mata, o que revela como o desempenho dos times afetou o comportamento dos usuários. Se no lado croata cada partida registrava quedas vertiginosas durante o jogo e retornos rápido ao site depois do fim (talvez por conta das passagens agonizantes da seleção, que passou por três tempos extras na fase eliminatória), os franceses deixaram menos a pornografia nas oitavas e nas quartas, só abandonando de vez o site nas últimas duas – e decisivas – partidas.

Enquanto o Pornhub sofreu, quem acabou se dando bem com a Copa do Mundo foi a Fox Sports. Dona dos direitos de exibição do torneio nos Estados Unidos e temerosa desde o início com índices de audiência depois que o país sequer se classificou pro evento, a emissora registrou nas semifinais e na final uma queda leve de apenas 6% em comparação com a transmissão da mesma fase na Copa de 2014, quando a ESPN conseguiu agremiar até 5.3 milhões de espectadores para assistir o 7 a 1 alemão no Brasil e o empate da Argentina com a Holanda. Foi uma pequena vitória comparada ao resto do torneio, onde a Fox perdeu até 40% do público por conta da ausência estadunidense no evento.

 

Compartilhe: