Google-China

Google planeja lançar um buscador na China adaptado à censura do país

Lançamento marcaria a volta da empresa ao país, no qual não atua desde 2010

por Soraia Alves

Parece que o Google não desistiu da China! A empresa estaria preparando uma versão especial de seu buscador adaptada à censura do país, o que marcaria a sua volta ao mercado chinês.

Segundo informações do The Intercept, o projeto já foi apresentado ao governo chinês e está sendo desenvolvido há meses pelo Google, embora ainda aguarde a autorização oficial. Os resultados das buscas serão censurados de acordo com as regras do governo chinês, que controla o que seus cidadãos podem ou não ver na internet.

Esse buscador lançado apenas para Android marcaria a volta do Google à China. A empresa operou no país entre 2006 e 2010, quando saiu alegando que sua autocensura era uma requisito inegociável. A mudança teria vindo no fim de 2017, quando começaram as reuniões entre o Google e representantes do governo chinês para alinhar como as concessões ao país seriam aplicadas.

Oficialmente, nem a empresa, nem a China se pronunciaram, e alguns veículos chineses afirmam que a volta do Google ao país é pouco provável.

Com 750 milhões de internautas, atualmente o principal buscador usado na China é o Baidu, atendendo a mais de 70% do mercado nacional.

Compartilhe: