tokyo-2020

Japão utilizará reconhecimento facial pela primeira vez na segurança das Olimpíadas

Sistema será usado para identificar todos os credenciados para os jogos, mas empresa não explicou quais medidas de segurança serão tomadas para proteger as informações dos indivíduos

por Soraia Alves

O Japão anunciou que utilizará um sistema de reconhecimento facial durante os Jogos Olímpicos de 2020. O sistema será usado para o controle da segurança na Vila Olímpica, monitorando atletas, equipes, voluntários e imprensa num total de 40 locais.

Segundo o Comitê Organizador de Tóquio, os registros faciais de todos os indivíduos credenciados para as Olimpíadas serão armazenados em uma grande base de dados e utilizados nas checagens dentro dos locais listados. Porém, a empresa responsável pelo reconhecimento facial, a NEC Corporation, não explicou quais medidas de segurança serão tomadas para proteger as informações dessas pessoas.

Os scanners verificarão o cartão de identificação e farão a comparação entre a imagem em arquivo com a pessoa na vida real. O mesmo sistema também será utilizado nos Jogos Paralímpicos“Ao introduzir o sistema de reconhecimento facial, nós esperamos alcançar altos níveis de segurança, eficiência e tranquilidade”, afirmou Tsuyoshi Iwashita, diretor executivo de segurança de Tóquio 2020.

O objetivo de Tóquio é preparar o palco para uma implementação mais ampla dessa tecnologia em futuros jogos. Além de garantir um evento mais seguro, o sistema de reconhecimento facial diminui as burocracias na hora da identificação por documentos, reduzindo filas, por exemplo.

Compartilhe: