Robô auxilia na terapia de crianças autistas

Robô auxilia na terapia de crianças autistas

Com visual parecido com o da EVE de “Wall-E”, QTrobot fortalece o elo entre crianças, familiares e terapeutas

por Matheus Fiore

Para crianças com autismo, interagir com outras pessoas pode ser uma experiência desconfortável. Muitas delas podem sentir-se desgastadas por longas interações com outras pessoas e, por isso, encontram dificuldade de aprender a se relacionar com o mundo. Esse problema, porém, acaba de ganhar uma solução tecnológica que muito ajudará no relacionamento entre crianças, suas famílias e os terapeutas.

A LuxAI, núcleo de projetos tecnológico da Universidade de Luxemburgo, criou um pequeno robô chamado QTrobot, que pode ser um elo entre terapeutas, pais e crianças autistas. O robô, que possui um rosto em LCD e braços mecânicos – e lembra um pouquinho a EVE de “Wall-E” –, permite que crianças tenham uma experiência interativa mais confortável.

A co-fundadora do projeto, Aida Nazarikhorram, disse ao IEEE que o robô tem a capacidade de criar uma interação “triangular” entre seu sistema, o terapeuta e uma criança. O robô reduz a ansiedade em crianças autistas, algo que os pesquisadores concluíram ao notar simples mudanças de comportamento, como a diminuição de gestos com as mãos para chamar atenção.

A vantagem do robô é que, além de proporcionar uma experiência diferenciada, ele nunca desvia o foco da criança durante a sessão de terapia – na verdade, ele acaba fortalecendo a relação entre o terapeuta e seu paciente. Ele é ideal, portanto, para ser uma ferramenta complementar do acompanhamento terapêutico. O QTrobot pode funcionar por horas sem a necessidade de recarga, além de ser autônomo e de fácil programação.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link