Clicky

Serviços de streaming negociam com IMAX para lançar seus filmes no cinema

Serviços de streaming negociam com IMAX para lançar seus filmes no cinema

CEO da IMAX afirma estar negociando com representantes de todas as grandes plataformas, incluindo a Hulu e a Netflix

por Matheus Fiore

De acordo com o The Verge, serviços de streaming como a Netflix e o Hulu estão mais próximos de lançar suas principais produções no cinema, em IMAX. A barreira final que separa o circuito comercial das produções do streaming é ainda um assunto delicado, já que empresas como a Netflix são vistas com maus olhos pelos grandes estúdios.

Richard Gelfond, o CEO da IMAX, disse estar conversando com representantes de grandes nomes do mercado, como a própria Netflix, para que os filmes de empresas sejam exibidos no cinema e com a tecnologia audiovisual IMAX.

Inicialmente vista com maus olhos por Hollywood, a exibição de filmes de empresas como a Netflix em grandes salas de cinema se torna uma questão de tempo. Um fato que provavelmente interferiu nisso é o crescimento de parcerias de artistas consagrados com os serviços de streaming. Além de Martin Scorsese, que está prestes a lançar “The Irishman”, Alfonso Cuarón (de “Gravidade”) é outro a fechar com a Netflix, que distribuirá seu novo filme, “Roma”, que inclusive representará o México no próximo Oscar e conquistou o Leão de Ouro de Veneza.

Para a IMAX, a parceria também seria positiva, já que não deve demorar até que filmes do streaming figurem entre os mais prestigiados e premiados do mundo. Ter essas obras exibidas em IMAX, portanto, seria ótimo para a empresa.

Se o boicote dos grandes estúdios já pode ser visto como algo do passado, outro empecilho ainda trava o avanço das negociações, que é o acerto sobre o lançamento e distribuição dos filmes. Para as redes de cinema, o ideal seria ter o filme lançado antes em suas salas, enquanto os serviços de streaming, provavelmente, ainda querem que seus filmes sejam lançados pelo menos simultaneamente nas plataformas digitais. Resta, porém, aguardar e ver se as partes chegam a um acordo.

Compartilhe: