Tesla é investigada pelo Departamento de Justiça dos EUA graças a tweets de Elon Musk

Tesla é investigada pelo Departamento de Justiça dos EUA graças a tweets de Elon Musk

Empresa está sendo investigada por fraude na Bolsa de Valores por conta do ato do CEO em divulgar na rede social os planos de fechar o capital da companhia

por Soraia Alves

No mês passado, Elon Musk fez uma série de tweets em seu perfil pessoal sobre a possibilidade de fechar o capital de sua empresa, a Tesla. Dias depois, o empresário usou novamente o Twitter para anunciar que havia mudado de ideia e não fecharia o capital da empresa.

Embora pareça um comportamento comum de Musk, que é bem ativo em suas redes sociais, os tweets do CEO levaram o Departamento de Justiça dos Estados Unidos a abrir uma investigação de fraude sobre a Tesla. A investigação criminal está em andamento junto a um inquérito civil da SEC (Comissão de Valores Mobiliários dos EUA).

Na época, Musk chegou a dizer que retiraria a empresa da Bolsa de Valores se as ações atingissem US$ 420. Essa declaração fez as ações da Tesla valorizarem 11%. Pouco depois, o empresário recuou e disse que manteria a empresa com capital aberto, e no mesmo dia suas ações fecharam em baixa de 1%.

É importante ressaltar que, nos Estados Unidos, empresas com ações na Bolsa de Valores são proibidas de anunciar a compra ou a venda de títulos como blefe, pois isso pode manipular os preços das ações.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link