Com Nicki Minaj e Bella Thorne, Diesel lança linha de roupas que “veste” os comentários de ódio da internet

Marca quer provar que mesmo nas redes sociais é possível combater o ódio o expondo (ou, neste caso, vestindo-o)

por Pedro Strazza

Comentários de ódio inundam diariamente a internet e as redes sociais prontos para machucar ou irritar as pessoas, e com marcas e (em especial) celebridades este chorume costuma vir em ondas ininterruptas. Pensando nisso, a Diesel resolveu pegar aquilo que é mais maldito na internet e usar a seu favor, abraçando os xingamentos feitos por usuários às estrelas em sua mais nova linha de roupas de tiragem limitada – e com uma campanha estrelada justamente pelos famosos que recebem estes destratos online.

Intitulada Diesel’s Haute Couture, a linha de roupas ganhou um vídeo de divulgação essa semana que é protagonizado por celebridades como a cantora Nicki Minaj, a atriz Bella Thorne e o rapper Gucci Mane. Na peça, criada pela Publicis Italy, os artistas vestem roupas com algumas das ofensas que costumam receber: enquanto Minaj usa um casaco escrito “the bad guy” (a pessoa ruim, em português), Thorne veste um baby look com a tarja “vadia” e o ator Tommy Dorfman aparece com uma jaqueta de couro com “viado” escrito na parte de trás. Como bem diz o lema do comercial, a campanha prega que “quanto mais ódio você veste, menos você se importa” – confira acima.

A parte mais interessante, porém, é que além da Haute Couture já estar disponível para compra nas lojas e no site da marca haverá em breve uma opção de customização para os clientes interessados. À partir do dia 6 de outubro, os consumidores poderão ilustrar camisas com as ofensas que eles mesmos recebem na internet, enquanto as lojas da Diesel serão decoradas com os xingamentos que ela já recebeu nas redes sociais no passado, incluindo o conhecido “Diesel is dead”.

“A campanha começou com o ódio que nós recebemos como uma marca” explica um porta-voz da Diesel no anúncio da campanha, “Então nós estamos trabalhando com influencers que estão recebendo estes tipos de comentário para mostrar que o ódio perde força quanto mais você o expõe”.

Parte dos lucros obtidos com as vendas da campanha será revertido para a fundação anti-bullying Only the Brave.

Compartilhe: