No combate às fake news, Apple remove sites de conspiração das sugestões da Siri

Empresa quer melhorar o conteúdo que aparece como sugestão em seu navegador, o Safari

por Soraia Alves

A Apple “fez uma limpa” nos sites que a Siri sugere em suas pesquisas pelo Safari. Agora, sites considerados conspiratórios e fake news não aparecerem mais na lista da Siri Suggested Websites, recurso de preenchimento automático que sugere conteúdo na web com base no texto inserido na barra de pesquisa do Safari.

A medida da empresa vem depois que o BuzzFeed analisou os tipos de conteúdo que a Siri estava recomendando e descobriu que alguns dos itens incluíam informações de baixa qualidade, sensacionalistas e falsas.

Em comunicado oficial, a Apple explicou sua decisão:

“Websites sugeridos pela Siri vêm de conteúdo na web e fornecemos curadoria para ajudar a evitar sites inadequados. Também removemos todas as sugestões inadequadas sempre que tomamos conhecimento delas, como fizemos agora. Continuaremos trabalhando para fornecer resultados de alta qualidade e os usuários poderão enviar por e-mail resultados que considerem inadequados para [email protected]

Embora o navegador Safari não seja o único a sugerir esse tipo de conteúdo com base na pesquisa do usuário, outros navegadores, como o Google Chrome, parecem filtrar um pouco melhor as fake news, e é justamente essa percepção que a Apple quer mudar nos usuários.

Compartilhe: