Facebook sofre mais um ataque virtual e informações de login de 50 milhões de contas ficam vulneráveis

Mais de noventa milhões de usuários terão que relogar em suas contas para garantir a segurança de seus perfis na rede social

por Pedro Strazza

O Facebook reportou esta manhã que cerca de 50 milhões de contas foram comprometidas por um ataque virtual realizado por hackers em cima de uma falha da segurança de sua plataforma. Segundo a empresa de Mark Zuckerberg, mais de noventa milhões de usuários terão que relogar em seus perfis para garantir que as informações de suas contas estão seguras, já que os quarenta milhões extras nesta matemática usaram de alguma forma a parte da programação do site que foi explorada pelos hackers.

De acordo com o informe divulgado pela própria empresa, o problema já tinha sido identificado pela equipe de engenharia da plataforma desde a tarde da última quinta-feira (28), mas até o momento não se sabe quem pode ter feito a ação contra a empresa e seus usuários ou em que nível as contas foram comprometidas.

Em uma publicação em sua conta no Facebook sobre o caso, Zuckerberg afirma que o problema já foi reparado pela equipe afim de evitar que novos ataques sejam feitos, além de reiterar que a função – o “View As” que permite que você veja seu perfil como outro usuário da plataforma – foi desativada para que o Facebook possa fazer uma investigação completa e minuciosa sobre o que aconteceu de fato. “Nós encaramos ataques constantes de pessoas que querem assumir o controle de contas para obter informações ao redor do mundo. Por mais que eu esteja feliz em saber que nós detectamos este problema, a realidade é que nós precisamos continuar desenvolvendo novas ferramentas para prevenir que isso continue a acontecer.” declara o fundador da rede social no post- confira abaixo:

A falha de segurança ocorre em um momento um tanto delicado da empresa na área. Enquanto o chefe de segurança do Facebook Alex Stamos renunciou ao cargo no mês passado, um hacker taiwanês chamado Chang Chi-yuan ameaçar horas antes do problema ter sido divulgado que iria deletar o perfil de Zuckerberg da rede no próximo domingo. Enquanto não se sabe se Chi-yuan teria algo a ver com o ataque ou se usaria o mesmo procedimento para deletar a página do criador da rede social, a saída de Stamos não foi respondida com o anúncio de um novo encarregado pela segurança da plataforma, mas sim com uma “completa reorganização” do departamento que promoveria a extinção do cargo.

Fique ligado no B9 para maiores informações sobre o caso.

Compartilhe: