Para comemorar os 50 anos de “2001: Uma Odisseia no Espaço”, Aleph quer recriar o famoso osso do filme

Editora criou campanha “tudo ou nada” no Catarse para financiar edição comemorativa do livro baseado no filme de Stanley Kubrick; planos de recompensa estão disponíveis à partir de R$180

por Pedro Strazza

“2001: Uma Odisseia no Espaço”, uma das grandes obras-primas da carreira de Stanley Kubrick, completou cinquenta anos este ano e ganhou todo tipo de comemoração para celebrar o aniversário. Entre os eventos, o destaque maior com certeza foi a versão “restaurada mas preservada” da película que foi lançada no último Festival de Cannes e, supervisionada por Christopher Nolan, não teve qualquer traço de seus rolos reavivado por processos químicos que “desvirtuassem” a textura original pretendida pelo idealizador da produção, mas tiveram outras iniciativas tão bacanas quanto para exaltar o projeto sobre a jornada do ser humano em busca de respostas para a própria existência.

Uma bem legal e que ainda está rolando é a edição comemorativa do livro homônimo que Arthur C. Clarke escreveu com base no roteiro que ele assinou junto de Kubrick, produzida pela Aleph e que atualmente se encontra na reta final de uma campanha do Catarse para descobrir se acontece ou não. A nova versão da publicação conta não só com todos os conteúdos incluídos na edição já bastante caprichada que a editora lançou para reintroduzir a obra no mercado em 2013, mas também com uma caixa e ilustrações internas especiais criadas pelo artista João Ruas que fazem uma releitura visual da obra. O livro também vem na escala exata do monolito da história, em capa dura e no mesmo tom de preto para servir de miniatura do estranho artefato.

O grande destaque, porém, é mesmo a recriação do osso marcante que serve para marcar a evolução do macaco para o homem. Concebido numa parceria da editora com o biólogo Adriano Marques, o artefato é produzido em resina e pintado manualmente, baseado num modelo gerado pelo cientista e sua equipe.

Com opções de pagamento à partir de 180 reais, os planos de recompensa incluem além da caixa alternativas que oferecem desde pôsteres de boa qualidade de algumas das ilustrações de Ruas para o projeto e pins até originais das produções do artista. Vale lembrar, o produto é exclusivo da campanha e está num esquema “Tudo ou nada”: ele não verá a luz do dia se não bater a meta…

Para maiores informações (e eventuais contribuições), acesse o link da campanha do Catarse aqui. A campanha vai até o próximo dia 14 de novembro.

Compartilhe: