Clicky

Itaú, Bradesco e Skol seguem líderes do ranking de marcas brasileiras mais valiosas em 2018

Itaú, Bradesco e Skol seguem líderes do ranking de marcas brasileiras mais valiosas em 2018

Assaí é a grande estreante na edição deste ano da pesquisa da Interbrand, que ainda atesta a ascensão do personal branding no mercado

por Pedro Strazza

A Interbrand divulgou ontem (21) em evento realizado no Cubo Itaú a nova edição de seu ranking anual de marcas mais valiosas do mercado brasileiro. E de acordo com a pesquisa feita pela empresa de consultoria global, pouca coisa mudou em nosso mercado nos últimos 12 meses, a ponto do top 10 se manter inalterado em relação ao ano passado, ainda sendo encabeçado por Itaú, Bradesco, Skol, Brahma e Banco do Brasil. Natura, Antarctica, Petrobrás, Vivo e Cielo completam o pódio.

A grande novidade da lista deste ano fica para a Assaí, empresa de varejo que fez sua estreia no ranking da Interbrand ocupando a 23° posição com um valor de 459 milhões de dólares e no lugar da Hering, que do 18° lugar no ano passado desapareceu na escalação deste ano.

Confira abaixo o ranking completo das “Marcas Brasileiras Mais Valiosas 2018”:

De acordo com o estudo, quinze das 25 marcas listas apresentaram uma variação positiva em relação ao ranking do ano passado, mas apenas quatro cresceram dois dígitos percentuais em seus valores: a Magazine Luiza, que aumentou seu valor em 50% e é o crescimento mais expressivo de uma marca desde 2013; a CVC (21% de valorização), a Porto Seguro (12%) e a Localiza (10%).

A pesquisa da Interbrand ainda revela que o valor total do portfólio das empresas que compõem o ranking cresceu 2,7% e se aproximou dos 120 bilhões de reais, mas que nove das 25 marcas perderam valor de 2017 pra cá. Dado este cenário, o top 5 da lista ficou ainda mais poderoso economicamente e representa cerca de 75,8% do valor total da pesquisa – contra 75,3% da concentração financeira do ano passado.

“A perda de confiança das pessoas nas instituições atingiu o universo corporativo na medida em que a reputação de algumas empresas era colocada à prova. As grandes marcas presentes nesta edição do ranking representam exemplos de superação desse cenário e demonstram que o desafio agora é outro” explica a diretora geral da Interbrand São Paulo Daniella Bianchi sobre as conclusões do estudo; “Mais do que entregar produtos e serviços customizados, as marcas vencedoras conhecem profundamente a maneira como seus clientes se comportam e são movidas pelo desejo de serem úteis, de criar produtos e serviços que realmente solucionam a vida das pessoas. Elas nos mostram que é preciso estar preparado para interceptar o futuro e realizar movimentos ‘icônicos’ e de curto prazo como resposta às necessidades de um consumidor cada dia mais exigente”.

Outra conclusão importante que Bianchi denota sobre o ranking é a ascensão do personal branding, que este ano ganhou um estudo próprio na Interbrand intitulado “A Era do Eu”“Não é algo novo, mas o personal branding nunca esteve tão em evidência e tão próximo do mundo corporativo. Inclusive, muitas marcas levam o nome de seus fundadores, como é o caso daquela com o maior crescimento no ranking: a Magazine Luiza, fundada por Luiza Trajano, um símbolo de um processo natural e histórico de construção de marca. Em alguma medida, dá para afirmar que o branding nasce do personal branding” explica a executiva.

Para mais informações sobre a pesquisa do ranking e conferir o estudo “A Era do Eu”, clique aqui.

Compartilhe: