Black Rio | 5. Segue o baile • B9
História Preta

Black Rio | 5. Segue o baile

História Preta

Capa - Black Rio | 5. Segue o baile

O Movimento Black Rio passa a sofrer críticas da esquerda, que os associa ao neocolonialismo americano, e também da direita, que os acusa de racismo. Mas, mesmo sob ataque, o Movimento não para de bater recordes e segue com o baile.

APOIE

Este episódio só foi possível graças a contribuição generosa de nossos apoiadores. 

Se você gosta do nosso trabalho, considere nos apoiar em apoia.se/historiapreta

Chave Pix: [email protected]

LOJA

Acesse loja.historiapreta.com.br e vista nossa história.

FICHA TÉCNICA

Pesquisa e roteiro: Thiago André e Jerônimo Cruz

Apresentação: Thiago André

Edição de Som: Caio Santos

Desenho de Som: Janaína Oliveira

Redes sociais e Gerência da comunidade: Carolina Ferreira

Identidade Visual: Raimundo Britto

Nos siga nas redes sociais no twitter @historiapreta e no Instagram @historia_preta

BIBLIOGRAFIA

ABREU, G. O. D. O NEGRO NA DITADURA: Um estudo acerca da invisibilidade das experiências negras nas narrativas sobre o regime. Rio de Janeiro: UFRJ, 2021.

ESSINGER, S. Batidão: uma historia do funk. Rio de Janeiro: Record, 2005. 

PEIXOTO, Luiz Felipe de Lima; SABADELHE, Zé Otávio. 1976: Movimento Black Rio. Rio de Janeiro: José Olympio, 2016.

PEDRETTI, L. Dançando na mira da ditadura: bailes soul e violência contra a população negra nos anos 1970. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2022. 

OLIVEIRA, Luciana Xavier de. A cena musical da Black Rio: estilos e mediações nos bailes soul dos anos 1970. Edufba, 2018.