Serviço de produtos de saúde da rede, Amazon Prime Health pode ser lançado em breve

Um dos primeiros investidores da Amazon, John Doerr acredita que o próximo passo da empresa de Jeff Bezos é oferecer produtos e serviços na área da saúde

por Soraia Alves

A Amazon pode estar preparando um plano Prime Health para a comercialização de produtos médicos e de saúde. A informação vem de John Doerr, um dos primeiros investidores da Amazon, e que acredita que o próximo passo da empresa de Jeff Bezos é oferecer produtos e serviços na área da saúde.

Na quinta-feira (29), durante a conferência Forbes Healthcare, em São Francisco, Doerr fez questão de especular sobre os planos de Bezos para a Amazon: “Imagine como será quando ele [Bezos] apresentar o Prime Health, o que eu estou convencido que ele vai fazer”, disse. O empresário, porém, não revelou se já conversou abertamente com Bezos sobre isso, ou se é apenas uma informação que tem conhecimento.

Parte da razão pela qual a Amazon pode se destacar na área da saúde é o grande número de informações que a empresa já possui de seus clientes, segundo seus hábitos de compras. Isso poderia ser usado para ajudar a atender suas necessidades de saúde, como sugeriu Doerr. Atualmente, a Amazon Prime conta com mais de 100 milhões de usuários.

Nesta semana, durante a Amazon Web Services’s re:Invent, em Las Vegas, a empresa já apresentou o lançamento de um serviço qualificado pela HIPAA (Health Insurance Portability and Accountability Act), que usa algoritmos para processar textos médicos e identificar informações como diagnósticos de pacientes, tratamentos, dosagens, sintomas, etc. A ferramenta é concorrente direta do Watson Health da IBM e do Optum do United Health Group.

Embora o setor de saúde seja complexo, investidores como Doerr estão interessados em colocar dinheiro em empresas que se envolvam com o setor, já que ele é lucrativo. Doerr mesmo já investiu na Nuna, empresa de análise de dados de assistência médica focada em melhorar a qualidade do atendimento aos pacientes do Medicare. Afinal, nada no mundo dos negócios acontece do dia pra noite.

Compartilhe: