Clicky

Placa “I Amsterdam” é retirada de Amsterdã por atrapalhar o turismo da cidade

Placa “I Amsterdam” é retirada de Amsterdã por atrapalhar o turismo da cidade

Sinal foi retirado a pedido do conselho da capital por enviar “a mensagem errada” aos turistas, mas muita gente não gostou da ideia

por Pedro Strazza

Como tudo nessa vida, administrar o turismo de uma cidade não é exatamente uma tarefa simples. Especialmente nas grandes metrópoles e capitais, a contínua necessidade de proporcionar novas atrações e fomentar o interesse do público (seja ele nacional ou estrangeiro) pela visitação é o que leva muitos governos e prefeituras a mostrarem tanto interesse em injetar dinheiro na área cultural de suas regiões, ainda mais se estas localidades devem grande parte de suas receitas aos turistas e suas carteiras. E por trás de toda decisão voltada à área, a noção de manter o equilíbrio das coisas é extremamente necessária.

Um exemplo muito claro de toda a complexidade por trás das decisões destas administrações aconteceu recentemente na Holanda, onde a capital Amsterdã se viu obrigada a retirar a famosa placa “I Amsterdam” depois de tê-la instalado há 14 anos. Por mais que o sinal tenha se tornado um dos principais pontos turísticos da cidade – segundo a área de marketing da prefeitura, cerca de seis mil selfies são tiradas no local por dia! – a imensa popularidade da atração aparentemente vem afetando o direcionamento dos turistas no país, o que levou a placa a ser movida no começo de dezembro: agora vai ficar no aeroporto Schipol.

Isso porque segundo Femke Roosma, conselheira da administração da capital e líder do partido de esquerda GroenLinks, o sinal emitia uma mensagem equivocada sobre Amsterdã e seus valores. “Este slogan reduz a cidade ao pano de fundo de uma história publicitária.” afirma a política ao The Telegraph, ao qual ela também declara que “A mensagem de ‘I Amsterdam’ é que todos nós somos indivíduos na cidade. Nós queremos mostrar algo diferente: diversidade, tolerância e solidariedade.”.

A decisão, claro, vem encontrando resistência por parte da comunidade. Por mais que Roosma reitere que os cidadãos de Amsterdã “querem retomar o controle de sua cidade”, uma pesquisa realizada pelo grupo de pesquisa holandês Maurice de Hond diz que 66% dos residentes da capital são contra a ideia de mexer na placa – ainda mais porque o slogan “I Amsterdam” continua a ser usado pelo turismo da capital.

Enquanto toda essa treta acontece e muita gente lamenta o sumiço do sinal do centro da cidade, a área onde a atração ficava agora volta a ser toda dedicada ao Rijksmuseum, o famoso museu que por um acaso era o pano de fundo para as fotos e selfies da galera.

Compartilhe: