Anúncio da Volvo mede chances de sobrevivência em acidente de carro à partir do tamanho de sua mão

Ação faz parte de campanha para denunciar existência do machismo na fabricação de medidas de segurança dos veículos

por Pedro Strazza

Uma nova ação da Volvo na Suécia resolveu promover a conscientização sobre direção segura de um jeito um tanto drástico, medindo suas chances de sobrevivência num acidente de carro à partir do tamanho da mão dos leitores.

Publicado nos grandes jornais do país como o Dagens Nyheter e o Svenska Dagbladet, a peça consiste basicamente do contorno de uma mão direita e pede que o leitor sobreponha o desenho com a própria. Se as medidas baterem, ótimo, suas chances de sair ileso de um acidente de carro são altas, mas se não forem…. bem, suas chances de sofrer danos mais graves são bem mais altas que os que as empresas sugerem.

O ponto do anúncio, no caso, é de mostrar como o mundo da prevenção de acidentes automobilísticos se encontra numa lógica viciada de medidas padronizadas. A ação da Volvo é parte de uma campanha global lançada recentemente pela Forsman & Bodenfors para a marca sob o nome “The EVA Initiative”, que à partir de 40 anos de pesquisa denuncia que as empresas responsáveis pelos apetrechos e acessórios responsáveis pela segurança dos usuários nos veículos não levam em conta que as pessoas tem formatos e tamanhos diferentes e isso influi na proteção em caso de acidentes.

É aí que entra o contorno da mão do anúncio, cujas medidas foram tiradas do tamanho dos bonecos de testes usados nos experimentos das fabricantes. Dado que os acessórios de segurança dos carros foram desenhados à partir do tamanho padrão destes bonecos, eles apenas garantem a proteção completa de pessoas com estas medidas, o que portanto leva à conclusão de que pessoas maiores ou menores que estes estão sujeitas a todo tipo de risco fatal. Isto significa que a esmagadora maioria do público vive este perigo diariamente – em especial o feminino, dado que os bonecos usados são quase todos do sexo masculino.

E de acordo com Leo Dal, um dos responsáveis criativos da campanha, o ponto da ação é exatamente este, de ressaltar o machismo que atinge até mesmo a segurança das mulheres nos veículos. “Com mais de um milhão de pessoas ao redor do globo morrendo de acidentes de carro todo ano, esta peça literalmente aponta o dedo para um dos maiores problemas que o mundo enfrenta hoje. O trabalho que a Volvo Cars realiza de encarar o problema de frente, mostrando como as mulheres estão sujeitas a se machucar em um nível mais profundo que os homens, é de fato admirável” declara o executivo.

Compartilhe: